segunda-feira, agosto 15, 2022
33.3 C
Rio Branco
segunda-feira 15 agosto 2022

“Vamos construir uma candidatura genuinamente de direita”, diz Edson Bittar ao entregar cargo no governo

POR Gina Menezes

O prazo para conversas se esgotou para o presidente do PL no Acre, Edson Bittar, que entregou ao governo um pedido de exoneração e anunciou o rompimento da sigla com o grupo do governador Gladson Cameli.

O pedido de exoneração foi feito na manhã de quarta-feira (27) e coloca em prática a nova construção do PL, a qual denominam como uma candidatura “genuinamente de direita” ao governo do Acre.

O rompimento e o projeto de construção de uma candidatura do aliado Márcio Bittar (União Brasil) ao governo é uma resposta após Cameli ter rifado Márcia Bittar de vice na chapa majoritária. 

Em entrevista à Folha do Acre, Edson Bittar afirmou que o tempo da espera acabou, que agiram de boa fé, mas que não dá mais para compor com Gladson Cameli.

“Não dá mais para esperar. Tivemos boa fé e confiamos na palavra do governador, mas nada foi mantido. Nos desligamos desse projeto, naturalmente entregamos os cargos e partimos para a construção de uma candidatura genuinamente de direita e que leve o Acre ao desenvolvimento”, diz.

Após romper com o grupo de Gladson, lideranças do PL iniciaram uma rodada de negociações com o MDB.

“Já tivemos duas reuniões e estamos buscando o melhor entendimento”, diz.

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img