quarta-feira, agosto 10, 2022
26.3 C
Rio Branco
quarta-feira 10 agosto 2022

Piada pronta este suposto retorno de Márcio Bittar ao grupo de Gladson, diz colunista

POR Coluna da Gina

Piada pronta

Piada pronta isto de dizer que Márcio Bittar não quer retomada da aliança com o governador Gladson Cameli e que é a direção nacional do União Brasil que deseja a continuação.

Não prosperou

Márcio Bittar está se fazendo de magoado após ele mesmo iniciar as conversações com o MDB e iniciar um balão de ensaio de uma candidatura ao governo. Não viu nenhum dos intentos prosperar e sabe que a única saída será uma “união” com Gladson.

Não caiu bem 

Não caiu bem para a população a confirmação de uma candidatura de Márcio Bittar ao governo. Ficou evidente demais as intenções de defesa de um projeto familiar.

Interesse maior 

A executiva nacional do União Brasil está mais interessada é em eleger deputados federais. A preocupação maior deles é eleger o forasteiro Fábio Arrueda com os votos dos incautos acreanos.

Sem surpresas

Não há surpresa alguma em um suposto apoio da prefeita de Brasileia, Fernanda Hassem (PT), ao governador Gladson Cameli (PP) na reeleição deste ano. 

Centrada 

Fernanda Hassem nunca foi uma petista raivosa e sempre foi próxima do governador. Centrada, a moça conduz bem suas ideologias .

Afastou o parente de Antônio Pedro 

O governo do estado afastou o motorista da van envolvido em um acidente que vitimou 5 pessoas, o parente do deputado Antônio Pedro.

Voto de silêncio 

No entanto, ainda não se sabe, todos parecem ter feitos votos de silêncio sobre o suposto fato de que a van estaria a serviço do deputado transportando pacientes de Xapuri a Rio Branco.

Investigação urgente

O Ministério Público precisa investigar estas estruturas de gabinetes parlamentares que operam clandestinamente dentro da saúde pública furando filas e tirando proveito eleitoreiro da dor alheia.

Horrível 

Há pessoas contratadas por deputados que “trabalham” dentro da saúde operando exclusivamente desta forma nojenta. Há, inclusive, um bem arrogante a serviço de parlamentares.

Sem cinismo

Daniel Zen diz que não há qualquer cinismo nas atitudes do PT local com relação ao PSB e que os socialistas sabiam a música que estavam dançando, sendo que havia um acordo que Jorge Viana poderia decidir até a convenção a qual cargo disputaria.

Sem chapa e sem dinheiro 

Zen diz ainda que o PSB nunca teve garantias de recursos financeiros para a campanha de Jenilson Leite ao governo e, por isso, optaram pelo Senado. Segundo informações, o PSB não teria conseguido montar uma chapa competitiva.

Bom dia a todos

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img