domingo, agosto 14, 2022
21.3 C
Rio Branco
domingo 14 agosto 2022

Maioria dos empresários do comércio de Rio Branco estão confiantes para o 2º semestre

POR Assessoria

Pesquisa foi realizada em parceria com o Data Control

Ao menos 62% dos empresários do comércio de Rio Branco têm expectativas positivas quanto ao segundo semestre deste ano, de acordo com pesquisa realizada pela Fecomércio-AC, em parceria com o Data Control, junto a 100 empresas da capital acreana. O levantamento foi realizado nos dias 30 de junho e 1 de julho junto a 100 empresas locais.

No estudo, 32% dos entrevistados eram do segmento de vestuário; 11%, de materiais de construção; 11%, supermercados; 9%, cosmésticos; 8%, de móveis e eletrodomésticos; 8%, de acessórios diversos; 7%, de peças para veículos; 6%, de artigos de farmácias; e 8%, de outros segmentos (vendas de veículos e serviços).

Além dos que sinalizaram uma expectativa positiva; outros 27% disseram acreditar num movimento estável e; 11%, afirmaram esperar um comércio negativo no período.

Ainda de acordo com a pesquisa, para 33% dos empresários do comércio, os preços competitivos foram de grande valia para as vendas no primeiro semestre de 2022. Outros 18% destacaram a contribuição dos descontos concedidos como positivo para os níveis de vendas alcançados no período. Também 16% creditaram a melhora de vendas às novidades ofertadas, assim como, a qualidade do atendimento ao cliente (15%), as promoções (15%), e outros aspectos (3%), com relevante contribuição.

Ao se comparar as vendas do primeiro semestre de 2022 em relação ao semestre anterior, para 49% dos empresários do comércio, se mantiveram “regular”, enquanto para outros 31%, foi observado “melhora”. A pesquisa destacou 14% dos empresários, que compararam como negativa; e 6% dos empresários, que não apontaram diferença.

De acordo com o levantamento, para 65% dos empresários, a economia no segundo semestre deve melhorar, dada a possibilidade de mais recursos em circulação com a realização de medidas anunciadas pelo governo com vistas ao provimento das necessidades da população de menor poder aquisitivo. Contudo, 17% afirmaram acreditar em piora e; outros 18% não se manifestaram quanto a essa questão.

Quanto à estratégia de vendas para o segundo semestre, a pesquisa demonstrou “melhora na qualidade do estoque” como estratégia para 30% dos empresários do comércio. Outros 24% disseram que devem investir mais em propaganda; e 12%, em prazo para os recebimentos parcelados. Também 12% afirmaram que devem trabalhar preços, 10% créditos, 9% promoção e 3% outros meios para melhora de vendas.

Além disso, para 34% dos entrevistados, a incipiência do meio circulante no mercado pode comprometer a expectativa de vendas no segundo semestre de 2022. Também, 23% demonstraram preocupação com a carga tributária exigida imposta às empresas do setor.

A seguir observou-se 15% do comércio, que expressaram preocupação com a pandemia, 13% com o endividamento da população, 7% com a insegurança pública, 5% com a concorrência de mercado e 3% com outros tipos de comércios (eletrônico, informal etc).

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img