quarta-feira, junho 29, 2022
32.3 C
Rio Branco
quarta-feira 29 junho 2022

Morte de crianças por síndrome respiratória vira alvo de investigação do Ministério Público

POR Redação

O Ministério Público do Estado do Acre (MP-AC) decidiu abrir uma investigação para acompanhar a disponibilidade de leitos de pediatria, medicamentos e insumos da rede pública estadual, destinados ao atendimento de crianças acometidas de vírus respiratórios. O procedimento foi divulgado nesta sexta-feira, 10.

De acordo com a 1ª Promotoria de Justiça Especializada de Defesa da Saúde, se faz necessário apurar se houve omissão do governo na morte das 9 crianças em menos de dois meses no Acre. “Vamos apurar se houve omissão no atendimento às crianças que, infelizmente, morreram na Capital, e estamos à disposição das famílias. No início da semana, cobramos a realização de uma campanha para alertar a população. Estamos experimentando um aumento de internações e, com isso, deve ser avaliada a possibilidade de reativar os leitos disponíveis no Into.

O órgão controlador adverte que está atenta aos acontecimentos ocasionados pelo vírus sicencial respiratório. “Em breve, realizaremos outra inspeção, juntamente com nossa equipe técnica, para aferir a ocupação dos leitos e a regularidade do atendimento”, ressaltou o promotor Ocimar Sales.

A promotoria ressalta que a falta de medicamentos e insumos no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb) também tem sido objeto de fiscalização do MP-AC.

de leitos e medicamento vira de investigação do Ministério Público

 

O Ministério Público do Estado do Acre (MP-AC) decidiu abrir uma investigação para acompanhar a disponibilidade de leitos de pediatria, medicamentos e insumos da rede pública estadual, destinados ao atendimento de crianças acometidas de vírus respiratórios. O procedimento foi divulgado nesta sexta-feira, 10.

De acordo com a 1ª Promotoria de Justiça Especializada de Defesa da Saúde, se faz necessário apurar se houve omissão do governo na morte das 9 crianças em menos de dois meses no Acre. “Vamos apurar se houve omissão no atendimento às crianças que, infelizmente, morreram na Capital, e estamos à disposição das famílias. No início da semana, cobramos a realização de uma campanha para alertar a população. Estamos experimentando um aumento de internações e, com isso, deve ser avaliada a possibilidade de reativar os leitos disponíveis no Into.”

O órgão controlador adverte que está atenta aos acontecimentos ocasionados pelo vírus sicencial respiratório. “Em breve, realizaremos outra inspeção, juntamente com nossa equipe técnica, para aferir a ocupação dos leitos e a regularidade do atendimento”, ressaltou o promotor Ocimar Sales.

A promotoria ressalta que a falta de medicamentos e insumos no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb) também tem sido objeto de fiscalização do MP-AC.

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img