quarta-feira, junho 29, 2022
27.3 C
Rio Branco
quarta-feira 29 junho 2022

Companheiro revela como matou médico acreano no Paraná

POR Redação

Horas após o crime do médico acreano Fábio Alessandro Maia (44) que chocou o Paraná, a Polícia informou que a vítima e o suspeito do assassinato mantinham um relacionamento afetivo e que no momento do crime ambos usavam drogas. A informação repercutiu na imprensa local, do Paraná.

O acusado, Gustavo Makuch Zentil (19), confessou as agressões e permanece preso em Prudentópolis.  Zentil relatou para polícia que foi até a casa de Fábio Maia e confirmou que ambos usavam cocaína, até que a vítima, segundo relato do suspeito, começou a agredi-lo e ele respondeu às agressões, que vieram a matar o médico.

Gustavo Zentil pediu socorro para a vítima, que sofreu uma parada cardiorrespiratória e morreu no hospital Santa Casa de Prudentópolis. O jovem soube da confirmação da morte de Fábio Maia e foi levado para a delegacia da Polícia Civil.

Na residência, os socorristas encontram marcas de sangue na cama e nas paredes. Também foram apreendidos pela polícia três celulares na casa, sendo dois da vítima e um do suspeito.

Por nota, a Prefeitura de Prudentópolis lamentou a morte do médico e afirmou que Fábio “deixa como legado o seu admirável trabalho em favor da saúde dos munícipes de Prudentópolis e seu exemplo de profissional dedicado e ético”.

Acre News

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img