domingo, agosto 14, 2022
21.3 C
Rio Branco
domingo 14 agosto 2022

Com mais de R$ 5 milhões da senadora Mailza, Acre ganha 3 unidades da Casa da Mulher Brasileira

POR Assessoria

Mailza enviou também R$ 2,1 (dois milhões e cem mil reais) para adquirir equipamentos eletrônicos e móveis para os espaços nos três municípios 

 Combater a violência contra a mulher. É com esse objetivo que a senadora Mailza (Progressistas-AC) garantiu mais de R$ 5 milhões em emendas para a construção de três unidades da Casa da Mulher Brasileira no Acre: Rio Branco, Cruzeiro do Sul e Epitaciolândia. Mailza destinou também R$ 2,1 (dois milhões e cem mil reais) para adquirir equipamentos eletrônicos e móveis para o espaço que aprimorarão o atendimento.

Nesta segunda-feira, 20, a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Christiane Britto, estará no Acre para anúncio das obras da Casa da Mulher Brasileira e abertura do workshop de capacitação da Rede de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres do Estado do Acre. Christiane participa ainda da entrega das viaturas e armamentos para Polícia Militar e Civil. O ato acontece Palácio Rio Branco às 09h30.

A Casa da Mulher Brasileira está entre as ações do programa “Mulher, Viver sem Violência”, criado pelo governo federal em 2013, por meio do Decreto nº. 8.086. A casa integra diversos serviços de atendimento especializado a mulheres que sofreram algum tipo de violência. Além de recepção, acolhimento e triagem, elas recebem apoio psicossocial, têm acesso à delegacia especializada, juizado especializado em violência doméstica e familiar, promotoria, defensoria pública, serviço de promoção e autonomia econômica, espaço de cuidados das crianças com brinquedoteca, alojamento de passagem e central de transportes.

A verba, já liberada para o Acre, é o resultado do esforço da Mailza. A parlamentar ressalta a importância da entidade estar num lugar de fácil acesso para acolher e realizar todos os encaminhamentos necessários para acolher a denúncia e garantir a proteção da mulher em situação de violência. E o mais importante: com atendimento 24 horas e realizado por uma equipe preparada.

“Precisamos ter instituições fortes e preparadas para viabilizar, com qualidade e respeito, condições de melhoria de vida, superação e justiça. A partir da nossa emenda, o Acre terá um grande avanço no combate à violência contra a mulher com a construção da CMB”, afirma.

 

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img