sábado, agosto 13, 2022
33.3 C
Rio Branco
sábado 13 agosto 2022

Câmara de Rio Branco suspende sessão para votar novo subsídio para transporte coletivo

POR Gina Menezes

O presidente da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Rio Branco, vereador N. Lima, suspendeu a realização da sessão de quarta-feira (29) para que os vereadores votem o Projeto de Lei que trata do subsídio de quase R$ 8 milhões para a empresa de tranposte coletivo Ricco.

Segundo N. Lima, o projeto deverá ser analisado em três comissões legislativa e votado ainda na quarta-feira.

“O projeto requer urgência e, portanto, suspendemos para que seja analisado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Orçamento e Finança e Comissão de Transporte Público. Hoje ainda ele deverá estar na pauta de votação”, declarou.

N. Lima defende a celeridade da Câmara para que a população não seja penalizada com a desistência da empresa Ricco de operar em Rio Branco.

“O projeto requer urgência. A Ricco enviou uma nota que estará abandonado e a população não pode sofrer. Precisamos votar o mais rápido possível para que a empresa tenha condição de operar. Somos solidários com a população e não queremos deixar as pessoas sem transporte coletivo”, declarou.

N. Lima defende a aprovação do subsídio não como uma solução definitiva, mas como uma medida paliativa de emergência.

“É uma saída para um momento. O projeto chegou às 17h de ontem e já encaminhamos para a nossa Procuradoria. Não é uma saída definitiva, mas o que cabe no momento de emergência para que a população não fique sem operar. Temos uma única empresa atuando emergênciamente e a população não pode ficar sem esse serviço”, declarou.

N. Lima afirma que a Câmara não aprovaria o aumento no valor da passagem, mas irá analisar o subsídio por entender que é uma situação de emergência que afeta diretamente a população.
“Não queremos é aumentar a passagem e se fosse isso não iríamos aceitar, mas precisamos achar uma saída para que a empresa continue operando. Esperamos que seja realizado de imediato a licitação para contratação de empresa e que a prefeitura não precise subsidiar empresas”, declarou.

A prefeitura está pedindo o subsídio de R$ 1,45 por passageiro sem aumento para quem paga a tarifa.

“É para ajudar a população e não as empresas. Queremos é que tenha transporte coletivo em Rio Branco”, declarou.

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img