quarta-feira, agosto 10, 2022
26.3 C
Rio Branco
quarta-feira 10 agosto 2022

“Bolsonaro não engana mais o povo e é culpado por alta dos combustíveis”, declara Leo de Brito

POR Assessoria

O último reajuste no valor dos combustíveis foi tema de discurso do deputado federal Leo de Brito (PT) na tribuna da Câmara dos Deputados nesta terça-feira, 21. Brito foi categórico ao declarar que o presidente Jair Bolsonaro não engana mais ninguém e que ele é sim culpado pelo aumento no valor do diesel e da gasolina.

“Bolsonaro demonstra a cada dia seu desespero. As pesquisas de opinião estão aí, o presidente não consegue reagir. Existe uma possibilidade muito forte de o ex-presidente Lula vencer a eleição no primeiro turno. O que estamos vendo é um desespero total”, disse o deputado.

Leo de Brito destacou que na semana passada foi aprovado o Projeto de Lei Complementar (PLP) 18 que considera, para fins de tributação, que os combustíveis, a energia elétrica, as comunicações e o transporte coletivo são itens essenciais e indispensáveis, não podendo ser tratados como supérfluos.

“Logo depois da aprovação do PLP 18, a diretoria da Petrobras, que tem 11 representantes em seu conselho, sendo que seis são indicados pelo governo, pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, votaram a favor do aumento do preço dos combustíveis. Os seis indicados por Bolsonaro foram favoráveis ao aumento. Foram mais de 14% de reajuste para o diesel e mais de 5% para a gasolina. O presidente Bolsonaro quer enganar quem? Porque a nós, ele não engana”, afirmou o parlamentar.

Brito frisou que a gestão do presidente do país já completa três anos e meio, contudo, nada foi feito para reduzir o valor dos combustíveis. Porém, com a proximidade das eleições, o presidente e seus aliados querem criar uma Comissão Parlamenta de Inquérito (CPI).

“Nós temos avisado que o problema não é os impostos. O problema é a política de paridade de importação. O Brasil vende óleo ‘cru’ para que outros países refinem e nós pagamos em dólar. Essa política dolarizada é um equívoco absoluto. Nós temos, hoje, na maioria dos municípios do Brasil a gasolina custando quase R$ 8 ou até ultrapassando esse valor. Tem município no Acre que já custa R$ 13. A população não vai se enganar”, alertou.

O parlamentar acreano disse ainda que a bancada de oposição ao governo propôs que fosse aumentado o imposto de exportação do petróleo “cru”.

“Propusemos por tanto tempo mudanças e nada foi feito até agora. Não adianta fazer política às vésperas das eleições para fazer estelionato eleitoral. Nossa população tá pagando caro com o aumento dos fretes, dos alimentos. Temos a maior inflação dos últimos 25 anos. Temos um presidente que quer enganar o povo, mas o povo não vai se enganar. No dia 2 de outubro vamos tirar Bolsonaro e eleger Lula que vai abrasileirar o preço dos combustíveis, vai investir nas refinarias para que possamos mudar essa política nefasta dos preços dos combustíveis”, concluiu.

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img