quarta-feira, junho 29, 2022
32.3 C
Rio Branco
quarta-feira 29 junho 2022

Bocalom anuncia pagamento de piso nacional para agentes de endemias e agentes comunitários de saúde

POR Gina Menezes

O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, anunciou na manhã de terça-feira (7) o pagamento do piso nacional aos agentes de endemias e agentes comunitários de saúde.

Bocalom anunciou que no dia 25 de junho já estará disponível na conta dos servidores o salário com o valor reajustado para 2 salários mínimos. Anteriormente os agentes recebiam pouco mais de R$ 1.400 reais.

Tião Bocalom fez questão de ressaltar que o repasse do Governo Federal para a categoria só irá acontecer em outubro e que a Prefeitura de Rio Branco irá antecipar os pagamentos.

“Nossos servidores não irão esperar até outubro para ter o reajuste. Esse mês, dia 25, estará na conta já. Reconhecemos o trabalho feito por estes agentes que nos garantem saúde e mantêm a cidade com menos casos de dengue”, diz.

A secretária de Saúde, Sheila Andrade, parabenizou o prefeito pela atitude e afirmou que a categoria é merecedora.

“O prefeito está fazendo algo inédito que não está acontecendo em nenhum outro município do Acre. Aproveito aqui para parabenizar servidores por todo serviço prestado”, diz.

A vereadora Lene Petecão (PSD) agradeceu o prefeito e ressaltou o comprometimento da gestão para com os servidores públicos.

“Parabéns aos trabalhadores pela conquista, e reconhecer o comprometimento do prefeito Bocalom com os servidores”, diz.

O líder do prefeito na Câmara de Vereadores de Rio Branco, Raimundo Castro, afirmou estar contente pela forma que o prefeito Bocalom trata os servidores.

“É uma grande conquista”, frisou.

O senador Sérgio Petecão (PSD) afirmou que lutou em Brasília para que o projeto de lei que previa o aumento do salário dos agentes de endemia fosse aprovado. 

Raquel Souza, agente de endemias, agradeceu as conquistas alcançadas e afirmou que as gestões anteriores só os enrolavam.

“Os outros prefeitos só enrolavam a gente e quando pagavam algum abono ainda era parcelado, passamos momentos difíceis”, diz.

A conquista dos servidores foi um reajuste salarial que chagará a pouco mais de R$ 2.200 reais, mais 40% de insalubridade e aposentadoria especial que passa a ser exigido apenas 25 anos de trabalho. 

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img