domingo, maio 22, 2022
30.3 C
Rio Branco
domingo 22 maio 2022

Edvaldo Magalhães defende a aprovação imediata do projeto que reduz a pauta do bezerro

POR Assessoria

O deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) defendeu a redução da pauta do bezerro em 66,67%. Ele frisou que o pequeno e médio produtor rural, que representam 85% da cadeia produtiva da pecuária, não podem ficar “engessados”.

“O pequeno produtor não pode ficar engessado. Portanto, o meu voto é favorável”, disse Edvaldo Magalhães ao defender a tramitação imediata do projeto na Assembleia Legislativa para assim fortalecer a cadeia produtiva da carne.

Ainda de acordo com Edvaldo, é preciso regular o excedente, a chamada sobra. Para ele, isso não vai prejudicar o mercado da carne, ou seja, não haverá a alta do preço do produto no mercado local. “Há interesses diversos na cadeia produtiva da pecuária. Os incentivos precisam ser estendidos a todos. E o mercado regula o preço. Por isso defendo o incentivo ao bezerro nesse momento de comercialização. Regular o excedente não vai prejudicar o mercado local”, defendeu.

Educação

Ao falar de Educação ainda no pequeno expediente da sessão desta quarta-feira, 20, Edvaldo pontuou que o ano letivo na Escola Estadual de Ensino Médio Borges de Aquino não iniciou.

“A Escola Borges de Aquino é no centro de Porto Walter. Não vai começar porque não tem professores. Não chamaram os professores. Depois de dois anos de coronavírus não tiveram um planejamento para iniciar o ano letivo”.

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img