segunda-feira, maio 16, 2022
24.3 C
Rio Branco
segunda-feira 16 maio 2022

Defensor do auxílio alimentação para beneficiar servidores que ganham menos, Longo comemora aprovação

POR Assessoria

Deputado também destaca benefícios importantes para outras categorias

Após longas discussões na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), o deputado Pedro Longo – um dos maiores incentivadores da criação do auxílio alimentação para servidores públicos que recebem baixos salários – comemorou nesta sexta-feira (31) a aprovação do projeto de autoria do executivo que prevê o reajuste salarial para todos as categorias de ativos e inativos do Acre, além de auxílios para diversos grupos.

O político destaca que, ao todo, são mais de 36 mil pessoas beneficiadas.

O deputado apontou como avanço a aprovação de alguns auxílios para diversas categorias, como Saúde, Educação, Polícia Militar e Detran.

Os agentes de Segurança Pública se sentiram satisfeitos com o benefício de Aptidão de Militar que vão receber – valor que se aproxima da titulação tão almejada pelo grupo. O Auxílio Temporáreo de Saúde (ATS) foi outra vitória para mais de 6 mil servidores.

Os mais de 14 mil profissionais da Educação serão contemplados com a implementação do piso, com ganho real superior a 50% nos rendimentos do quadro de apoio.

O líder do Governo na Aleac teve um papel importante nas tratativas, já que partiu dele o projeto de conceder a todos os servidores públicos que ganham baixos salários o auxílio alimentação de R$ 500. Em um acordo entre o executivo e a Casa do Povo – mediado pelo deputado -, o benefício foi estendido para todos os servidores. Os que ganham acima de R$ 4 mil serão contemplados com R$ 420 de auxílio.

Longo exaltou a atitude do governador Gladson Cameli em lutar pela valorização dos servidores públicos, mesmo com as dificuldades em relação ao limite prudencial de gastos. Além disso, parabenizou os seus colegas de parlamento pela dedicação às pautas levadas pelo executivo à Aleac.

“O governador Gladson Cameli tem feito o possível para dar a melhor valorização aos nossos servidores públicos, concedendo além do reajuste, alguns auxílios que são importantes para as categorias que tanto lutam no serviço público e merecem ser reconhecidas. Estendo meu reconhecimento aos demais colegas de parlamento, que estão fazendo o possível para avançamos nessas pautas”, destacou.

“Ainda que o nosso desejo seja o de conceder mais, precisamos respeitar o que dizem os órgãos de controle sobre o nosso orçamento e quais são os limites para as concessões. O Estado não pode ir além do que é permitido e, com isso, comprometer a folha de pagamento, atrasar os salários. Seria uma irresponsabilidade sem tamanho”, finalizou.

Com as aprovações do reajuste e dos auxílios, o Acre terá um impacto geral no orçamento de R$ 506 milhões em 2022 e R$ 556 milhões em 2023.

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img