quarta-feira, maio 18, 2022
17.3 C
Rio Branco
quarta-feira 18 maio 2022

Com fim do período chuvoso, Jenilson Leite cobra obras de recuperação da BR-364

POR Assessoria

Abril é o mês em que as fortes chuvas começam a dar uma trégua no Acre, o que possibilita que obras possam ser retomadas de forma mais efetiva. Pensando dessa forma, o pré-candidato ao Governo do Acre, deputado Jenilson Leite (PSB), voltou a cobrar o poder público quanto à recuperação da BR-364.

“A situação da nossa BR-364 não pode ser esquecida. Ao longo dos últimos meses, durante o período mais severo do inverno amazônico, falei incessantemente sobre a situação precária da principal rodovia do nosso estado. Estive duas vezes na BR para ver de perto do pontos mais críticos e também fui à Brasília junto com uma comitiva de deputados cobrar o DNIT mais investimentos, afinal, não adianta só falar, é preciso agir”, disse Jenilson.

O pré-candidato lembrou ainda que o governo Federal cortou R$ 90 milhões do orçamento para recuperação de estradas no Acre este ano, e cobrou que o Estado busque intervir.

“Tivemos um corte de R$ 90 milhões no orçamento para este ano. Um absurdo! As obras de melhoria da BR-364 são de responsabilidade do Governo federal, mas o Estado pode e deve intervir para que os recursos sejam enviados”, disse

Jenilson, que defende o crescimento econômico do Acre através da agricultura e vê potencial na região do Juruá, afirma que não vai deixar a situação da BR cair no esquecimento. A falta de manutenção prejudica o escoamento de produções e deixa mais caros itens básicos para a população.

“Eu não vou deixar isso cair no esquecimento, pois é agora, com o cessar das chuvas, que as melhorias devem ser feitas para que ano que vem, os acreanos não paguem o preço alto da falta de responsabilidade do poder público. A BR-364 é uma das principais artérias do desenvolvimento do nosso estado, a falta de manutenção reflete no preço dos alimentos, combustíveis e outros itens básicos, além de tirar do cidadão o direito de ir e vir, prejudicando também o turismo, que é outra forma de movimentar a economia do nosso estado”, pontua.

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img