quarta-feira, maio 18, 2022
18.3 C
Rio Branco
quarta-feira 18 maio 2022

Pré-candidato ao Governo, deputado Jenilson Leite lança Carta ao Povo Acreano

POR Assessoria

Documento lido na Assembleia Legislativa convida a população para que sonhe junto ao PSB com um Acre justo, mais humano, mais próspero e de oportunidades

O pré-candidato ao Governo do Acre pelo PSB, deputado estadual Jenilson Leite, lançou nesta quarta-feira (30), uma Carta ao Povo Acreano. O documento foi lido na Assembleia Legislativa e seu conteúdo é direcionado a levar uma mensagem de esperança à população do estado do Acre. Aliás, esperança em dias melhores tem sido um dos combustíveis de fortalecimento de sua pré-candidatura.

A carta relembra parte da trajetória de Jenilson, que hoje é médico e deputado, mas a sua jornada até aqui não foi fácil, como a de boa parte dos acreanos. De infância humilde, nascido no seringal Mucuripe, às margens do Rio Muru, distante cerca de cinco horas de barco de Tarauacá, filho de mãe costureira e pai agricultor, Jenilson teve que muito cedo, aos seis anos de idade, sair da casa dos pais para estudar na cidade e foi morar com a avó, dona Maria Batista.

“Nosso estado é feito de gente trabalhadora, inteligente, solidária e tem justamente na solidariedade o seu maior diferencial e exemplo, pois sempre estamos dispostos a acolher e ajudar a quem precisa com carinho. Tenho muito orgulho de ser filho desta terra, nascido no seringal e aprendido desde criança esses valores tão caros ao nosso povo, como trabalho, humildade, solidariedade e esperança”, diz trecho.

Jenilson reconhece todo o potencial que o Acre tem para crescimento economico a partir do fortalecimento de diversas áreas, aliando os investimentos e incentivos às novas tecnologias para que o Estado dialogue com o grande e o pequeno através da criação do Departamento de Inovação Tecnológica em sua possível gestão, apostando no conceito de cidades inteligentes, que tanto deu certo em outros estados.

Jenilson quer também criar um fundo estadual de combate a pobreza extrema, que invista recursos na proteção e defesa de direitos sociais básicos dos acreanos.

“Precisamos aumentar a participação de setores tão importantes na economia, como a agricultura, pecuária, agroindústria e o comércio, de maneira tal, que saiamos da dependência majoritária do setor público para empregar e prestar serviços à população. Sou um entusiasta em inserirmos as novas tecnologias na gestão pública, defendo que o Governo do Acre deve incorporar as novas ferramentas digitais disponíveis atualmente para melhorar e agilizar o atendimento à população. É inadmissível que ainda tenhamos processos burocratizados, lentos e ineficientes na gestão do Estado, estando disponíveis a nós todo um arsenal de novos aplicativos e conhecimentos que podem ser acessados pelas pessoas, a partir de seus celulares, facilitando e agilizando a satisfação de suas demandas junto ao Governo”.

A Carta ao Povo Acreano é um convite para que a população sonhe junto ao PSB com um Acre justo, mais humano, mais próspero e de oportunidades. Um Acre onde o acreano queira ficar. É justamente esse sentimento de pertencimento e de orgulho de ser acreano que Jenilson quer resgatar, devolver o sorriso a cada um dos que nasceram aqui ou fizeram do nosso estado o seu lar. “Temos grandes desafios para nosso futuro que precisam de pessoas capazes e com muita disposição de trabalhar junto ao povo para realizar a mudança que nosso Acre precisa. Assim, digo com muita humildade e entusiasmo que aceito o desafio de concorrer ao cargo de governador do Acre e, sendo eleito, me dedicarei a fazer uma gestão que nos orgulhe e faça novamente a esperança e alegria voltar aos corações daqueles que amam nosso Acre”.

Leia a carta na íntegra:

Povo acreano,

Nosso estado é feito de gente trabalhadora, inteligente, solidária e tem justamente na solidariedade o seu maior diferencial e exemplo, pois sempre estamos dispostos a acolher e ajudar a quem precisa com carinho. Tenho muito orgulho de ser filho desta terra, nascido no seringal e aprendido desde criança esses valores tão caros ao nosso povo, como trabalho, humildade, solidariedade e esperança.

Sou de uma família humilde, de gente simples, como a maioria dos acreanos, estudei em boas escolas públicas e agarrei as oportunidades que a vida me proporcionou, por isso sei dar o devido valor que uma oportunidade, seja de estudo ou trabalho, tem para melhorar a vida de nosso povo.

O Acre é um estado com grande potencial econômico, social e ambiental, é um estado estratégico para desenvolvimento do nosso país baseado nas cadeias agrícolas, criação de pequenos animais, pecuária, fortalecimento da agroindústria e na utilização inteligente dos nossos recursos ambientais. Contudo, para que isso se torne uma realidade é necessário realizar grandes investimentos públicos adequados ao tamanho dos desafios que temos para o futuro.

Precisamos nos preocupar com os desafios que temos diante do crescimento das cidades e as exigências cada dia maiores de saúde, educação, segurança, emprego e a segurança alimentar de crianças e idosos. E entender que é só através do aumento do nosso potencial produtivo que vamos dialogar com essas necessidades. Precisamos aumentar a participação de setores tão importantes na economia, como a agricultura, pecuária, agroindústria e o comércio, de maneira tal, que saiamos da dependência majoritária do setor público para empregar e prestar serviços à população. Por isso defendo o Fundo Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social.

Sou um entusiasta em inserirmos as novas tecnologias na gestão pública, defendo que o Governo do Acre deve incorporar as novas ferramentas digitais disponíveis atualmente para melhorar e agilizar o atendimento à população. É inadmissível que ainda tenhamos processos burocratizados, lentos e ineficientes na gestão do Estado, estando disponíveis a nós todo um arsenal de novos aplicativos e conhecimentos que podem ser acessados pelas pessoas, a partir de seus celulares, facilitando e agilizando a satisfação de suas demandas junto ao Governo. Com isso, defendo a criação do Departamento de Inovação Tecnológica.

Defendo um plano estadual de inovação na gestão administrativa, que traga mais acessibilidade, transparência, participação, eficiência e principalmente a melhoria significativa na prestação dos serviços públicos ao nosso povo. Temos que acabar com essa incompatibilidade e deficiência tecnológica que tão bem apontava nosso companheiro Eduardo Campos, ex-governador do Pernambuco e ex-presidente Nacional do PSB: “As demandas do povo estão na velocidade digital e os Governos respondem no analógico”.

Por isso, estará dentro das nossas metas a aplicação dos princípios de cidades inteligentes para dialogar com as demandas do nosso povo.

Temos muitos desafios e oportunidades para o futuro, um dos quais é transformar nosso Acre em um lugar que promova a vida e a prosperidade para todos, como acontece em outros lugares do Brasil, podemos fazer daqui também um lugar em que se invista no desenvolvimento das pessoas, garantindo o mínimo social necessário à vida digna de nosso povo.

Defendo a criação de um fundo estadual de combate a pobreza extrema, que invista recursos na proteção e defesa de direitos sociais básicos e universais, que garanta alimentação, moradia, acolhimento e proteção às pessoas em hipervulnerabilidade visando superar essa condição.

Precisamos ter um olhar especial para nossas crianças e adolescentes, nossos idosos, pessoas com deficiência, em situação de rua e nossas mulheres acreanas que constantemente sofrem com a violência e ameaças de violação de direitos. Não podemos ver as pessoas sofrendo e pensar que isso é algo natural, como médico e humanista não consigo ver o sofrimento de um irmão acreano e não me comover e me indignar com essa situação.

Justamente por ser médico, tenho pleno conhecimento dos desafios e deficiências do nosso sistema público de saúde, tendo atuado desde os grandes hospitais, como fiz no pico da primeira onda de COVID-19, onde me licenciei da Assembleia Legislativa para trabalhar como infectologista na rede pública, até nas pequenas comunidades isoladas de nosso estado, sempre levando, por meio do nosso mandato de deputado estadual, o atendimento de saúde para as populações que mais precisam.

Nesse sentido, sei bem o que deve ser feito para que a assistência em saúde melhore muito. E para isso precisamos de maiores investimentos.

Os nossos desafios no sistema de segurança são grandes, por isso é preciso investir em tecnologia e inteligência, e para isso, iremos adotar o conceito de cidades inteligentes para garantir maior segurança e de maneira que possamos inibir o crime e por consequência o encarceramento, visto que a capacidade do Estado de sustentar a demanda carcerária chegou ao seu limite. O enfrentamento e rivalidade entre os nossos jovens precisam ser redirecionados para o mundo das competições esportivas e culturais. Para isso é necessário reaquecer esse espaço de permanência da juventude efetuando grandes investimentos.
Enfim, povo acreano, temos grandes desafios para nosso futuro que precisam de pessoas capazes e com muita disposição de trabalhar junto ao povo para realizar a mudança que nosso Acre precisa.

Assim, digo com muita humildade e entusiasmo que aceito o desafio de concorrer ao cargo de governador do Acre e, sendo eleito, me dedicarei a fazer uma gestão que nos orgulhe e faça novamente a esperança e alegria voltar aos corações daqueles que amam nosso Acre.

Quero honrar o nome e a memória de meus familiares trabalhando incansavelmente por todas as nossas famílias acreanas. Dedicarei minha vida, minha energia e meu mais sincero empenho para fazer com que nosso estado prospere, se desenvolva e tenha paz e felicidade. Que o Acre volte a sorrir.
Que Deus nos abençoe!
Grande abraço a todos.

Dr. Jenilson Leite
Pré-candidato a governador do Acre
Rio Branco – Acre, 30 de março de 2022

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img