terça-feira, maio 17, 2022
19.3 C
Rio Branco
terça-feira 17 maio 2022

Prefeitura de Cruzeiro do Sul realiza cadastro para mais de 2 mil novas famílias receberem o Auxílio Brasil

POR Assessoria

O município de Cruzeiro do Sul teve mais de 2 mil novos cadastros aprovados pelo programa Auxílio Brasil, do Governo Federal, nos meses de dezembro de 2021 e janeiro deste ano. Com mais essa quantidade, já são mais de 12 mil famílias assistidas pelos programas sociais na segunda maior cidade do Acre.

Em dezembro, foram apenas pouco mais 20 famílias que tiveram o resultado do processo de inserção no Auxílio Brasil aprovado pelo governo. Já no início deste mês, a lista com 1987 famílias de baixa renda, que tiveram o benefício liberado, foi divulgada.

“São famílias que estavam aguardando dois anos, um ano por essa concessão, porque, no período de pandemia não tivemos novos benefícios, pois as famílias já recebiam outros auxílios, como o emergencial”, disse a coordenadora do Cadastro Único, Sandra Soriano.

Os novos beneficiários que têm conta bancária já podem começar a sacar o benefício. Aqueles que ainda não têm vínculo com os bancos devem comparecer à Secretaria Municipal de Assistência Social.

“Caso a pessoa não tenha conta bancária, ela vem aqui que vamos fornecer um documento que prova que ela é uma nova beneficiária para apresentar na caixa econômica e solicitar esse benefício conforme o final do seu NIS”, explicou Sandra.

No município, mais de 10 mil famílias que já recebiam o Bolsa Família foram transferidas para o novo programa de distribuição de renda do Governo Federal. Com os novos cadastros aprovados, agora são mais de 12,5 mil famílias assistidas pelo Auxílio Brasil, de um total de mais de 16 mil que fazem parte do banco de dados do CAD Único, ferramenta que relaciona as famílias que vivem com renda mínima. Para ter direito ao Auxílio Brasil, a família deve ter renda de até R$ 210 por pessoa.

“As famílias que fizeram o pedido do benefício estão aguardando e ainda não foram contempladas desta vez, percebe-se que a maioria está com o cadastro desatualizado. Ou então, o governo constatou alguma inconsistência nas informações. Então, essas famílias precisam atualizar seus cadastros para que possam ter seus benefícios contemplados”, informou a coordenadora.

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img