quarta-feira, janeiro 26, 2022
26.3 C
Rio Branco
quarta-feira 26 janeiro 2022

Bocalom reconhece falhas na gestão e diz que precisa “urgentemente começar a trabalhar”

POR GINA MENEZES

Em um texto destinado aos secretários, mas que fez questão de tornar público o postando no Facebook nesta segunda-feira (3), o prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, promete várias resoluções, entre elas a que mais chamou a atenção é a que diz que precisa “urgentemente começar a trabalhar”.

Mesmo após um ano de mandato, Bocalom agora que promete começar a trabalhar a frente da prefeitura.

Ao se autoelogiar, Bocalom disse que mesmo trabalhando com orçamento errado teve um bom resultado no último ano e cita como sucesso de sua gestão a decoração natalina e a queima de fogos do final do ano.

Veja a publicação na íntegra:

Bom dia a todos!

Hoje, Definitivamente começamos na prática do dia a dia, nossos trabalhos, neste Novo Ano!

Qua cada um de nós, nos dediquemos ainda mais, para que com muita determinação, inovações, disciplina e busca por resultados concretos, rápidos e duradouros, aconteça!

Precisamos, enfim, urgentemente neste ano de 2022, mostrarmos que viemos para revolucionarmos a gestão da prefeitura de Rio Branco, superando todas as demais que por aqui passaram, e tirando o atraso a que fomos colocados por políticas errôneas, implantadas ao longo dos últimos mais de 20 anos.

Nosso desafio está colocado desde o primeiro dia de janeiro de 2021. Fechamos o ano com muitos avanços, apesar, de termos trabalhado com um orçamento herdado. Penso que tivemos sucesso total na ornamentação Natalícia e Virada do ano com a queima de fogos. Basta vermos as redes sociais.

Agora, é meter a mão na massa e mostrarmos para que viemos definitivamente!

Temos mais de 290 milhões de convênios, porém, uma pequena parte destes recursos, desde 2009 estão enrolados, mas vamos mostrar nossa capacidade gerencial e desenrolá-los, para que possamos trabalhar mais tranquilos naqueles de 2020 para cá. Temos quase 300 milhões de recursos próprios, frutos de aumento real das receitas de transferências, resultantes da política econômica de nosso presidente Bolsonaro, mas, principalmente, fruto da luta de cada um de nós que aplicamos a máxima de “SE NÃO ROUBAR O DINHEIRO DÁ”, significando 30% da Receita total orçamentária anual, que dificilmente um município Brasileiro de nosso porte, e com as nossas condições, tem.

O que precisamos agora, é sermos ágeis nas produções dos projetos, nas licitações e nas execuções com fiscalizações duras, buscando sempre a qualidade e custos reais.

VAMOS JUNTOS, COLOCANDO SEMPRE DEUS À FRENTE DE TUDO, PEDINDO QUE ELE NOS DÊ MUITA SABEDORIA PARA ERRARMOS O MENOS POSSÍVEL E JAMAIS, SUJARMOS NOSSOS CPFs!

A cada um, agora: PRESERVE O TEU CPF E TEU NOME PARA NÃO SUJAR O MEU!

UM FRATERNO ABRAÇO A TODOS E PÉ NO ACELERADOR!

Tião Bocalom, o amigo, e não, o prefeito, somente.
Tião Bocalom II

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img