sexta-feira, janeiro 21, 2022
27.3 C
Rio Branco
sexta-feira 21 janeiro 2022

Tomate, goleiro do Andirá, pode assinar com Botafogo ou Coritiba

POR Redação

Além dele, o goleiro Carlos também está entre o Fluminense e o Flamengo, já o atacante Ruan fechou com o Ferroviária

O Andirá se despediu da Copa São Paulo na última sexta-feira (9) com derrota, apesar de não ter tido um desempenho considerável em campo, o time conseguiu outros frutos com os jogadores. O atacante Ruan assinou com o Ferroviária, clube de São Paulo, e os goleiros Carlos e Tomate estão no meio de propostas de times grandes do Sudeste.

A repercussão e o desempenho foram tão bem vistos e avaliados, que muitas negociações de venda e empréstimo de jogadores estão sendo fechadas. O atacante Ruan, por exemplo, já não retornou para a cidade de Rio Branco, e ficou em São Paulo, com destino a Araraquara, pois fechou com o time do Ferroviária.

Como dito acima, não foi apenas o Ruan que teve oportunidades. Quem não lembra do goleiro Carlos que substituiu o Eduardo Silva, mais conhecido como Tomate, em uma cobrança de pênalti, mas com tanta pressão não conseguiu segurar o placa de 0 a 0.

Apesar disso, ele chamou atenção das equipes do Flamengo e do Fluminese. Quem ajuda nessa negociação é o diretor do Andirá, Civaldo Nery. “A gente tem o o Carlos também que é o nosso goleiro que está indo ou pro Fluminense ou pro Flamengo pra um período de teste. Ele já está bem encaminhado”, explica.

Tomate ao ser substituído não conteve as emoções, pois apresentava uma boa partida, com altas defesas, e assim, mantendo o alto desempenho, ao sair do campo, ele chorou. A cena que poderia ter sido só mais uma, vista por quem estava naquele jogo, se tornou uma a cena vista por milhares de pessoas em diversas redes sociais.

No atual momento, ele está há apenas sete meses na defesa a camisa do Morcego, mas agora já se prepara para voar outros ares. Pois, o Botafogo e o Coritiba já estão em negociação com Andirá.

“Estamos trabalhando aí uma possível ida dele pro Botafogo por empréstimo, aí um ano ou dois anos. Estamos conversando e vendo o que é melhor pra ele. E como eu sempre digo para família dele, a gente vai procurar fazer o que é melhor pro Tomate e pro clube. Para que todo mundo saia ganhando e que ele consiga alcançar algo na carreira dele”, afirma o diretor.

Ainda bastante assustado com toda a repercussão da partida, Tomate agora entende que a saída dele até que trouxe vantagens para o jogador, mas ele não nega que na hora doeu não poder ter defendido aquela cobrança de pênalti.

“Eu estava ciente que ia ser substituído. Mas dá uma dorzinha, porque poderia ter ficado, estava no clima do jogo e iria pegar. Realmente poderia ter pegado”, conta.

Com muitas chances de deixar o estado, Tomate agradece a oportunidade que surgiu em um dos momentos mais inesperados dele dentro de campo, ou melhor fora dele.

“As coisas de Deus a gente não entende, eu poderia ter pegado e hoje eu poderia ter sido só mais um bom goleiro. E quando deu toda essa repercussão, eu fiquei sem entender. Acho que isso é Deus mostrando pra geração de hoje em dia que ele pode fazer as coisas do dia pra noite”, conclui o Tomate.

Com informações agazeta.net e Débora Ribeiro para TV Gazeta

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img