segunda-feira, janeiro 24, 2022
23.3 C
Rio Branco
segunda-feira 24 janeiro 2022

Além de mais cargos comissionados, Bocalom quer criar assessorias especiais com supersalários

POR Redação Folha do Acre

A reforma administrativa proposta pelo prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom (PP), e enviada para análise dos vereadores da capital acreana custará aos cofres públicos R$ 15 milhões de reais por ano.

Bocalom quer criar mais 150 cargos comissionados, aumentar o seu salário, da vice-prefeita, secretários e até de vereadores, além de criar cargos de assessoria com supersalários. A informaçõao foi confirmada pelo vereador Emerson Jarude (MDB).

“A reforma administrativa propõe a criação de assessorias especiais com salários equivalentes a secretários municipais. A pergunta é simples: isso turo para ajudar quem? A população ou os interesses políticos?”, disse o parlamentar.

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img