terça-feira, maio 17, 2022
20.3 C
Rio Branco
terça-feira 17 maio 2022

Com fim de contrato, cerca de 180 servidores do Depasa podem ser demitidos

POR Redação Folha do Acre

Em Audiência Pública realizada nesta sexta-feira, 10, foi discutido o repasse do saneamento à Prefeitura de Rio Branco. A audiência foi realizada a pedido do vereador, Fábio Araújo (PDT).

Na tribuna, o diretor do Serviço Água Esgoto Rio Branco (Saerb), Edvaldo Fortes, afirmou que Bocalom está indo na contramão de todos os gestores ao não privatizar o sistema de saneamento.

O gestor ressaltou que a gestão será compartilhada nos quatro primeiros meses de 2022 com o governo do Acre e salientou que a Prefeitura deve realizar a contratação de pessoas, por meio de terceirizadas, em forma emergencial.

“Nos estamos fazendo um convênio agora onde vamos trabalhar de forma compartilhada em uma transição de forma tranquila por até 120 dias, após 1 de Janeiro. Onde o Estado está disponibilizando todos os seus contratos que serão prorrogados para que não faltem insumos. Então, o Governo vai continuar atendendo com ônus. A transição não é uma ruptura”, explicou.

O diretor-executivo do Depasa, Italo Almeida Lopes, afirmou que a princípio, o órgão não tem como renovar o processo seletivo realizado em 2019, ou seja, os mais de 180 trabalhadores que atuam no saneamento de Rio Branco. “Não existe possibilidade jurídica do Depasa renovar esses contratos para que eles fiquem à disposição da Saerb”.

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img