sábado, dezembro 4, 2021
25.3 C
Rio Branco
sábado 04 dezembro 2021

Leo de Brito comemora sanção do projeto de sua autoria que cria o vale-gás

POR Assessoria

Cumprindo agenda no Alto Acre para tratar sobre segurança na região de fronteira, o deputado federal Leo de Brito (PT-AC) começou a semana comemorando a boa notícia da sanção do Projeto de Lei 1374/21, do qual é coautor, que cria o “vale-gás”. O benefíciodeve atender famílias de baixa renda com auxílio de, no mínimo, 50% do preço médio de referência do mês anterior do valor da botija de gás de 13 quilos.

“Sou um dos autores do projeto, em parceria com o deputado federal Carlos Zarattini e demais parlamentares da bancada do Partido dos Trabalhadores na Câmara. Nós seguimos trabalhando para levar o auxílio necessário a população que mais precisa nesse momento de crise que nosso país atravessa, com os preços da botija de gás cada vez mais altos, com a carestia que atinge também os alimentos, os combustíveis. Se o governo Bolsonaro não faz, a gente faz”, disse Leo de Brito.

O vale-gás deve atender famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal (CadÚnico), com renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário-mínimo nacional ou ainda aquelas que tenham entre seus moradores quem receba o benefício de prestação continuada da assistência social.

O deputado federal acreano ressaltou que somente este ano, a botija de gás registrou sete aumentos de preço, fazendo com que parte da população ficasse sem condições de pagar pelo produto e, assim, acabasse optando por formas alternativas para cozinhar alimentos, como o uso de álcool ou outros produtos inflamáveis, causando aumento nos incidentes com queimaduras graves que levaram, inclusive, pessoas a óbito.
“Vale lembrar que o vale-gás vem em boa hora porque com o fim do Bolsa Família e do Auxílio Emergencial, somente no Acre, serão ao menos 79 mil famílias sem renda.

Com o fim desses dois benefícios, foram excluídos 22 milhões de famílias no Brasil e no Acre essas 79 mil famílias. Bolsonaro e sua equipe ainda não esclareceu como ficará a situação dessas pessoas que não terão renda nenhuma graças à criação do Auxílio Brasil, que é um programa eleitoreiro, que está trazendo exclusão para o povo do Acre e dos demais Estados do Brasil”, pontua o parlamentar.

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img