quinta-feira, dezembro 2, 2021
28.3 C
Rio Branco
quinta-feira 02 dezembro 2021

Desmate cai em outubro, mas Reserva Chico Mendes segue entre as 10 mais ameaçadas

POR Redação Folha do Acre

Em outubro, o desmatamento no Acre contribuiu com 1% do total desflorestado na Amazônia. O Estado perdeu 49 quilômetros quadrados este ano, redução de 42% em comparação a igual período de 2020, quando foram desmatados 84 km².

Apesar da queda, o Acre tem há vários meses a Reserva Extrativista Chico Mendes entre as dez unidades de conservação mais ameaçadas pelo desmate na Amazônia.

A Amazônia perdeu 803 km² de floresta apenas em outubro, uma área quase quatro vezes maior do que Recife. Com isso, o desmatamento acumulado de janeiro a outubro chegou a 9.742 km², o pior índice em 10 anos. Apenas em comparação com o mesmo período do ano passado, quando a devastação já havia batido a maior marca desde 2012, o desmatamento acumulado neste ano cresceu 33%.

Os dados são do Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD) do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), que monitora a floresta por meio de imagens de satélites.

Na comparação do desmatamento detectado nos meses de outubro dos últimos 10 anos, a área destruída em 2021 foi a segunda pior, ficando atrás apenas da registrada em 2020. Em outubro do ano passado, foram devastados 890 km² de floresta, 10% a mais do que o registrado no mesmo período deste ano.

Ac24horas

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img