sábado, dezembro 4, 2021
25.3 C
Rio Branco
sábado 04 dezembro 2021

Os lords, a plebe e a realidade narcisista que domina os governantes de Rio Branco

POR Coluna da Gina

Surto coletivo assola os gestoras de Rio Branco

Parece que uma espécie de um surto coletivo de narcisismo tomou os gestoras de Rio Branco. Como se todos espelhassem a suposta personalidade narcisista de Tião Bocalom.

Narcisistas

Encarnaram os lords que impressionam na Escócia quando sequer conseguem resolver a situação de abandono do Parque da Maternidade, no centro de Rio Branco, ou outras trivialidades que afetam a plebe da Capital do Acre.

Os lords iluminados

Eles, Bocalom, Normando e Dom secretário de Comunicação são os lords iluminados que descobriram o caminho da civilização enquanto Rio Branco mergulha em trevas.

Duas realidades

Enquanto a assessoria de Bocalom se destrambelha a enviar realeses dizendo que o prefeito de Rio Branco impressiona em Glasgow, na Escócia, os moradores de Rio Branco atordoados veem uma cidade sem rumo, sem controle e com uma gestão permeada de investigações e graves denúncias.

Assessoria

A mesma assessoria de imprensa da Prefeitura de Rio Branco que envia fotos do “Lord Bocalom” supostamente impressionando o Lord Fhillip com a entrega de farinha e outras coisas, é a mesma que se cala sobre a investigação que o Ministério Público do Acre instaurou na Zeladoria.

Realidade paralela

Parece que Rio Branco vive uma realidade paralela inventada por mentes narcisistas que não admitem críticas própria do exercício democrático. Se acham os próprios iluminados, acima do bem e do mal.

Avaliação psiquiátrica

Esses gestores de Rio Branco carecem de uma boa análise psquiátrica. Aliás, para assumir cargos públicos deveriam todos se submeterem a análises psiquiátricas, assim haveriam menos destroços.

Traços da personalidade narcisista

Entre os traços da personalidade narcisista a ciência aponta a incapacidade de ouvir as demais pessoas, achando-se acima do bem e do mal, pensando que o mundo gira em torno deles. Têm a mesma capacidade de ouvir que as pedras.

Dando holofotes a quem não merece

Mesmo sem querer, ao responder as provocações do secretário Nenê Junqueira, o deputado Daniel Zen acabou dando holofotes ao insípido gestor.

Errou

Errou, Zen. Um orador da sua categoria não pode dar moral a alguém tão insignificante politicamente como este secretário de Produção e Agronegócio que nada parece produzir. Sem sal, sem ação, sem nenhum tipo de reconhecimento.

Só lhe resta isso

A este tipo de pessoa resta apenas rasgar elogios ao governador Gladson Cameli na tentativa de se manter no cargo.

Mórbido

Mórbido a assessoria incompetente do Bocalom ficar postando foto no Dia dos Finados como se ele tivesse em tempo real visitando cemitérios em Rio Branco, enquanto na verdade ele estava em viagem na Europa. Deslealdade virtual que chama?

Com estilo

Pelo menos nisso é mais transparente o perfil no Instagram do governador Gladson Cameli na Europa passeando estilosamente por lindas ruas com pavimentação de qualidade.

Sangue azul

Comentário que chega de servidores da Secretaria de Turismo é que os servidores daquela pasta não aguentam mais tanta empatia da recém-chegada Sofia Brunetta. Garantem os servidores, que não querem se identificar, que ela se porta como a Rainha da Inglaterra. Como se sangue azul corresse de suas veias. Tudo isso, por supostamente, ter sido indicada por Márcio Bittar ao cargo.

Se acham

Nem a Márcia Bittar ou o próprio Márcio, que foi eleito pelo voto direto, se acham tanto quanto alguns de seus indicados.

Jenilson Leite

Se tem alguém que tem andado os quatro cantos do Acre é o pré-candidato ao governo pelo PSB, Jenilson Leite. Fazendo o dever de casa.

Rocha é pedra no caminho

Inteligente, Rocha sabe que a exoneração de João Paulo Setti será tornada nula, mas até lá já conseguiu o objetivo: jogar suspeição sobre o moço. O resto é ou será história.

Bom dia a todos

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img