quinta-feira, dezembro 2, 2021
27.3 C
Rio Branco
quinta-feira 02 dezembro 2021

Menor morta pelo companheiro em Rio Branco havia sido abusada pelo padrasto em Tarauacá

POR Marcos Dione

A adolescente Eloísa Cabral da Silva, que tinha 14 anos, e foi encontrada morta com um tiro no pescoço, na manhã desta quinta-feira (4), em um barraco na Invasão do Panorama, em Rio Branco, já havia sido vítima de abuso sexual por parte do próprio padrasto quando morava no município de Tarauacá, no interior do Acre.

Eloísa estava morando há duas semanas com um homem conhecido como Romário, e na noite anterior os vizinhos teriam ouvido gritos e o barulho de um tiro vindo do barraco onde o casal morava. Quando o dia amanheceu, os vizinhos encontraram a menor morta e o homem já não estava mais no local.

Romário agora é procurado pela polícia por ser o principal suspeito pelo crime. O corpo da vítima levado ao Instituto Médico Legal (IML) e após a realização da perícia será liberado para velório e sepultamento. A Rosa Maia, que é assistente social no município de Tarauacá, explicou como a menor veio morar na capital acreana.

“Eloísa é de Tarauacá, estava no abrigo por sofrer abuso sexual por parte do padrasto. Após uma decisão judicial a guarda provisória foi dada à sua irmã Poliana que mora em Rio Branco. Lamentável”, disse.

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img