sábado, dezembro 4, 2021
25.3 C
Rio Branco
sábado 04 dezembro 2021

Polícia prende 25 membros do Comando Vermelho em Rio Branco, Feijó, Porto Acre e Sena

POR Ascom PF

A Força Tarefa de Segurança Pública, composta pela Polícia Federal, Polícia Civil e Polícia Militar deflagrou nesta quinta-feira (21/10/2021) a Operação MALEFICENT, em continuidade às ações operacionais direcionadas contra organizações criminosas atuantes no narcotráfico e crimes violentos que operam dentro e fora do sistema prisional do estado do Acre.

Investigações

A ação é decorrente de uma investigação que teve início ainda em 2020, oportunidade em que policiais federais prenderam em flagrante por tráfico interestadual de drogas um indivíduo no Aeroporto de Rio Branco no momento em que iria embarcar num voo com destino a João Pessoa-PB levando consigo cerca de 4kg de cocaína.

Policiais da Força Tarefa deram continuidade às investigações decorrentes dessa prisão e descobriram que o indivíduo preso no aeroporto pertence a uma organização criminosa com origem no Rio de Janeiro e forte atuação no estado do Acre.

Com base em novos elementos de prova colhidos durante a investigação outros integrantes da mesma organização criminosa foram identificados e hoje foram alvo de uma operação deflagrada pela Força Tarefa de Segurança Pública do Acre.

Diligências

A operação conta com 50 policiais federais, civis e militares que cumprem 37 ordens judiciais expedidas pela Vara de Delitos de Organizações Criminosas de Rio Branco, sendo 12 de busca e apreensão domiciliar e 25 de prisão preventiva.

Os mandados foram cumpridos no município de Rio Branco, Porto Acre, Feijó, Sena Madureira e Rondonópolis-MT.

Crimes investigados

A maioria dos indivíduos presos já respondiam por delitos graves como tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Agora, serão indiciados pelo crime de integrar organização criminosa (artigo 2º da Lei 12.850/2013), cuja pena varia de 3 a 8 anos de prisão.

Nome da Operação

A operação foi batizada de MALEFICENT (Malévolo), vulgo com o qual o principal investigado era conhecido na organização criminosa.

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img