sábado, outubro 23, 2021
25.3 C
Rio Branco
sábado 23 outubro 2021

Assessoria de Bittar ataca reitora da Ufac e diz que ela está a serviço do PT

POR Redação Folha do Acre

O gabinete do senador Márcio Bittar encaminhou reportagem publicada em um site da capital em que questiona a real motivação da reitora Guida Aquino, da Ufac, em se mostrar contrária à destinação de emenda de R$ 120 milhões do senador para a ampliação e modernização da Santa casa da Amazônia, em Rio Branco

A posição da equipe do senador é que o protesto da reitora se prende a ações políticas e sugere que esteja ligado a sua posição histórica de apoio ao senador Jorge Viana, que seria concorrente em 2022 contra a ex-esposa do senador, Márcia Bittar. Isso, segundo a assessoria de Bittar provaria o que qualifica de má intenção da professora Guida Aquino. Alega que o simples aporte financeiro para construção do Hospital Universitário não garantiria seu funcionamento, vez que a obra milionária, seria apenas a primeira etapa, seguida da aquisição de equipamentos, abertura de concurso público para contratação de servidores bem como o aporte financeiro anual para garantir a manutenção do novo Hospital, incluindo aquisição de insumos, medicamentos, etc. Que uma obra com 60 consultórios médicos e 11 salas para centro cirúrgico, não custaria menos que R$ 500 milhões em sua construção e aquisição de equipamentos, e depois de concluído, exigiria a contratação de em média 1.600 servidores públicos que junto com a manutenção não custaria menos que R$ 200 milhões a cada ano.

A postura da assessoria alega que a inviabilidade da proposta foi a posição dos técnicos do Ministério da Saúde, defendendo a solução de valorizar a Santa casa na destinação da emenda, pois o resultado seria mais abrangente e garantiria maiores resultados a curto e longo prazo para a saúde do estado, com um grande trabalho de atendimento. Com R$ 500 milhões, a equipe do senador alega que seria possível a reestruturação de todos os hospitais públicos do Acre, incluindo os municípios e capital, principalmente fortalecendo o atual Pronto Socorro de Rio Branco (principal porta de entrada). Desta modo, além de melhorar toda a rede estadual, ainda seria possível garantir o campo de estágio, ensino e pesquisa, que é o principal objetivo do Hospital Universitário.

O senador alega que o Ministério da Saúde, através do Secretário Rogério Abdalla e o representante do Fundo Nacional da Educação dirigido por Ricardo Rodrigues de Alvarenga, foram Contra o Projeto apresentado, ainda em 2017, na gestão do reitor Minoru Kinpara. .

Citando o que seriam servidores e professores da UFAC, sem citar nomes, a matéria envida pelo senador aponta que teria sido comentado que “a Reitora Guida Aquino, faz jogo político, atendendo pedido de quem quer ser novamente Senador pelo partido que mais roubou os brasileiros e tenta de todas as maneiras ofuscar o Senador e relator do orçamento da União Márcio Bittar.”

Segundo informou a assessoria do senador, funcionários, membro da Diretória da UFAC e alunos, “recriminaram a atitude da Reitora Guida Aquino. Essas pessoas que por medo de represália e perseguição, pediram para omitirem seus nomes”. Eles teriam dito, ainda segundo a assessoria, que “a UFAC hoje é um departamento e não uma Universidade Federal, esse departamento tem como conselheiro o ex-governador, ex-senador e ex-prefeito Jorge Viana, ele tem trabalhado como Sombra da Reitora, a Universidade que se transformou em departamento para atingir adversários políticos, dele Jorge Viana”.

A Tribuna

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img