quinta-feira, outubro 21, 2021
32.3 C
Rio Branco
quinta-feira 21 outubro 2021

‘Saiu arrastando a vítima e começou a rir’, diz delegado sobre marido que matou mulher

POR Redação Folha do Acre

Homem foi preso em flagrante e disse que foi motivado por ciúmes. Kátia da Cruz Bernardo, de 29 anos, foi assassinada no bairro Nova Olinda, em Cruzeiro do Sul, nessa quarta-feira (15).

Em interrogatório na delegacia de Cruzeiro do Sul, Marcos de Lima Nicácio, de 41 anos, que foi preso em flagrante após matar a mulher a golpes de terçado, afirmou que foi motivado por ciúmes. Kátia da Cruz Bernardo, de 29 anos, foi assassinada nessa quarta-feira (15) no bairro Nova Olinda, no interior do Acre.

Após dar os golpes de terçado na mulher, Nicácio arrastou a vítima pelos cabelos até o outro lado da rua. Segundo o delegado Vinícius Almeida, responsável pelo caso, testemunhas relataram que ele ainda começou a sorrir da situação, acendeu um cigarro e esperou a chegada da polícia.

Na casa onde ocorreu o crime estavam quatro crianças, sendo três filhos do casal. Ainda segundo a polícia, Kátia tinha vários ferimentos pelo rosto, pescoço e outras partes do corpo. Ela já estava sem vida quando a polícia chegou. O suspeito foi achado pelos policiais dentro de casa e preso.

“Segundo ele, em seu interrogatório, foi motivado por ciúmes porque a esposa supostamente o estaria traindo. No entanto, essa situação de traição é rebatida através de testemunhas, que afirmam que a vítima era uma pessoa de boa índole, que não traía o marido e que ficava cuidando dos filhos em casa”, conta.

Além disso, testemunhas relatam que ele não esboçou nenhum arrependimento após cometer o crime. No interrogatório, o delegado chegou a perguntar se ele tinha se arrependido do crime e ele, demonstrando frieza, respondeu que não, pois a mulher “tinha merecido”.

“O sujeito, após matar a vítima com as terçadadas, saiu arrastando a vítima pelos cabelos, a deixou do outro lado da rua e começou a rir da situação. Logo em seguida, acendeu um cigarro e esperou a polícia chegar”, disse o delegado.
Nicácio foi indiciado por feminicídio. Ainda segundo o delegado, ele já havia sido preso anteriormente por violência doméstica contra a ex-companheira e também tinha um histórico de ser uma pessoa violenta, segundo relato dos vizinhos.

G1

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img