sábado, setembro 25, 2021
32.3 C
Rio Branco
sábado 25 setembro 2021

Após repercussão e ameaça, índia trans Kupi Poderosa “aceita Jesus” e muda de nome

POR Marcos Dione

O jovem de 19 anos que na semana passada ficou conhecido por ser, até então, uma indígena transexual que foi vítima de preconceito na família, que fugiu de sua aldeia ainda adolescente após ameaças de morte e sonhava conhecer a apresentadora Eliana, do SBT, mudou a forma de levar a vida. “Kupi Poderosa” agora atende pelo nome de Matheus e está frequentando uma igreja evangélica após se converter ao Evangelho.

Quem acompanha as redes sociais do rapaz percebeu a mudança no nome, na forma de se vestir e até no tom de voz. Matheus Kupiinubake agora utiliza os perfis na internet para falar de Deus e convidar os amigos à igreja.

“Bom dia irmãos e irmãs, quero falar que em primeiro lugar está Deus que é maravilhoso e em segundo lugar nós”, disse ele em um story publicado no Instagram nesta terça-feira (7).

“Kupi” ou Matheus, como agora se apresenta, nasceu na Aldeia Nova Extrema, no município de Jordão, cidade isolada no interior do Acre, de pouco mais de 8,4 mil habitantes. Em entrevista ao G1, no dia 30 de agosto, ele chegou a dizer que gostaria de colocar próteses de silicone nos seios e que se sentia orgulhoso de ser, até então, uma mulher trans.

“Sou Kupi Poderosa, quero vencer, tenho orgulho de quem sou. Colocar silicone, com certeza, é isso que eu quero e eu vou conseguir. Além de ficar famosa. Quero conhecer muitas pessoas que eu não conheço”, disse.

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img