sábado, setembro 18, 2021
27.3 C
Rio Branco
sábado 18 setembro 2021

Bocalom tem 30 dias para explicar razões da PGM não poder investigar acusações de assédio contra Frank Lima

POR Redação Folha do Acre

Nesta terça-feira, 24, a Câmara de Vereadores de Rio Branco (CMRB) aprovou um requerimento da vereadora Michelle Melo (PDT) que determina ao prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom (Progressistas), que encaminhe o documento da Procuradoria Geral do Município (PGM) que afirma que o atual secretário de Saúde, Frank Lima, não poderia ser investigado pelas acusações de assédio sexual por não ser servidor efetivo do município.

O pedido do requerimento da PGM ocorreu após Janice Ribeiro, a corregedora-geral que instalou um Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD) para investigar as acusações de assédio contra o secretário municipal de saúde, Frank Lima, ter sido exonerada por Bocalom na última semana.

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img