domingo, setembro 19, 2021
27.3 C
Rio Branco
domingo 19 setembro 2021

Pandemia: Acre registra aumento nos casos de ansiedade em jovens

POR A Tribuna

A doutoranda em educação Kelly Albuquerque, coordenadora do curso de Psicologia do Centro Universitário U:VERSE, disse que a pandemia deixará sequelas psíquicas incuráveis na população acreana. Apontou que a dor do luto dos pais, parentes e amigos, levaram muitos estudantes e adolescentes buscarem ajuda para superar as crises de ansiedade, síndrome do pânico e casos de depressão. “Temos acompanhado um crescimento de casos de ansiedade no nosso consultório, em decorrência do luto dos entes queridos vítimas da covid-19”, observou a mestre em psicologia.

Destacou que o confinamento da população durante as duas ondas da pandemia contribuíram para agravar o problema nas mais diversas classes sociais. Diante do cenário de guerra por conta da pandemia do coronavírus, a população começou a ficar adoecida, com o temor de contrair a covid- 19 que pode levar o paciente a morte se apresentar complicações clínicas. “O número crescente de pacientes em busca de atendimento reflete o problema dos transtornos psíquicos”, revelou.

Acompanhamento

Destacou que neste retorno das aulas presenciais nas escolas da rede pública, a gestão precisará estar atenta para garantir o acolhimento destes adolescentes órfãos da pandemia. Afinal, a sociedade não retomara a normalidade dos anos anteriores, pois precisarão evitar aglomerações para não propagar a nova variante (delta) que já circula no país desde o primeiro semestre deste ano. “Não podemos fazer o acompanhamento psicoterápico na escola, mas podemos garantir o acolhimento deste aluno mergulhado em crises existenciais por conta dos traumas que ficaram destes 18 meses de isolamento social”, ponderou.

Declarou que o quantitativo de psicólogo na rede pública de ensino é bastante pequena para atender esta demanda de acompanhamento psicológico. Acredita que deve aumentar os casos de ansiedade, automutilação, síndrome do pânico e depressão. “Sempre somos solicitados pelos gestores das escolas para desenvolver projetos de acompanhamento, com a participação dos nossos estagiários que estão terminando o curso de psicologia”, informou a psicóloga clínica.

As empresas públicas e privadas estão preparadas para lidar com o problema e dar assistência psicológica que os trabalhadores, precisam pós pandemia?. A profissional de saúde comentou que muitos psicólogos têm usado as redes sociais para ajudar os internautas abalados com a dor do luto. Afinal de contas, existe um grande temor que poderão perder o emprego, a única fonte de renda que tem para sustentar a família ou ser infectada pela covid-19 que pode lhe levar a morte. Estes problemas recorrentes do cotidiano, pode levar uma pessoa com predisposição de ansiedade passar por sofrimento atroz que precisa da ajuda psicológica.

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img