segunda-feira, setembro 20, 2021
28.3 C
Rio Branco
segunda-feira 20 setembro 2021

Escolhas: EQUILÍBRIO entre EMOÇÃO E RAZÃO

POR Pablo Marques

Para que nossos sonhos sejam alcançados, precisaremos fazer as escolhas que possam contribuir para sua realização. Diariamente estamos diante de uma decisão que precisamos tomar, seja no trabalho, na escola, na faculdade, em casa ou em qualquer outro local. O fato é que a tomada de decisão implica em fazer escolhas, e essas escolhas geram consequências que podem ser benéficas ou não. Nossa vida é feita de escolhas, e vale aqui lembrar que mesmo você não tomando nenhuma decisão sobre qual escolha irá realizar, ainda assim, você está fazendo uma escolha.

O que nos diferencia dos outros animais é nossa capacidade de não usar apenas nossos instintos e emoções para tomar uma decisão e fazer uma escolha. Muito embora, em alguns momentos de nossa vida nos baseamos exclusivamente nas emoções para realizarmos nossas escolhas. Ter a emoção como base de nossas escolhas não quer dizer que é ruim, porém é importante que nossas escolhas sejam o equilíbrio entre a emoção e a razão.

Diariamente somos bombardeados por propagandas de produtos que muitas das vezes despertam nossas emoções e que nos trazem um pouco de satisfação ao adquiri-los, contudo, em sua maioria são produtos que não necessitamos tanto, mas que pelo belíssimo trabalho de marketing da empresa gerou em nosso consciente e subconsciente o desejo de possuí-los.

Importante ao leitor do FolhadoAcre entender que não é errado você sentir desejos por produtos e serviços dos quais você não necessita tanto, ressaltamos que os seus desejos podem e devem ser realizados, contudo que essa realização esteja dentro de suas possibilidades orçamentárias para que não gerem um déficit em seu orçamento. Ao realizar um desejo e seu orçamento ficando em déficit, as possibilidades de gerar uma grande dívida no futuro é latente, por isso é importante que a realização de seus desejos esteja dentro da sua restrição orçamentaria.

Outro fato que destacamos é que o consumo de produtos e serviços não devem ser movidos apenas pela emoção, o que piora mais ainda quando essa emoção é atribuída ao marketing exercido pela empresa ou pela imposição social, se você está adquirindo um produto ou serviço só para manter o status, saiba que você está cometendo um grande erro.

Na maioria das vezes a pessoa quando realiza suas escolhas baseadas somente pela emoção combinada ao sentimento de querer manter o status, nesse caso específico, a pessoa está comprando produtos que não precisa, as vezes com o dinheiro que não tem (pois os produtos para manter o status tendem a ser mais caros), para impressionar pessoas de quem não gosta ou até pessoas que não conheça, e o pior, para demonstrar ser o que a pessoa não é de fato. Se esse for o seu comportamento tome muito cuidado, as escolhas dessa forma irão gerar um resultado que não será bom para você no futuro.

Portanto, caro leitor do FolhadoAcre, saiba que nas suas escolhas você deve manter o equilíbrio entre a emoção e a razão para o bom andamento da sua vida financeira, então faça todo o esforço para incluir a razão em suas escolhas, não estamos dizendo aqui que a emoção deve ser excluída na tomada de decisão, apenas enfatizando que no processo de escolha você precisa entender que a emoção e a razão funcionam como se fossem dois lados de uma balança e que o equilíbrio entre elas deve ser o foco no momento de você realizar a sua escolha por determinado produto ou serviço.

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img