segunda-feira, setembro 27, 2021
32.3 C
Rio Branco
segunda-feira 27 setembro 2021

Membros do “Tribunal do Crime” são condenados a mais de 50 anos de prisão

POR Acre News

Ivan de Souza Silva, conhecido como Asfarc, e Davi Rodrigues de Souza, o Juramento, foram condenados a mais de 50 anos de prisão por homicídio. A decisão foi do Conselho de Sentença da 1ª Vara do Tribunal do Júri, em sessão realizada nesta terça-feira, 3, no Fórum Criminal.

Asfarc e Juramento foram considerados culpados pela execução do jovem Ronaldo Ribeiro de Lima, de 20 anos. Ronaldo foi assassinado em 24 de maio do ano passado em uma área de mata no Ramal do Rodo.

Consta na denúncia que a vítima foi sequestrada, interrogada, torturada e depois assassinada a golpes de faca. O corpo de Ronaldo foi encontrado no dia seguinte com as mãos e os pés amarrados. O jovem teve a morte decretada pelo “Tribunal do Crime” após os acusados suspeitarem que a vítima integrava uma facção rival.

Ivan de Souza recebeu a maior pena: 26 anos e 6 meses de prisão em regime fechado. Enquanto Davi Rodrigues foi condenado a 24 anos. Na mesma decisão, a juíza Luana Campos negou aos réus o direito de recorrer da sentença em liberdade.

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img