quarta-feira, julho 28, 2021
25.3 C
Rio Branco
quarta-feira 28 julho 2021

Aos 82 anos, idoso faz primeira tatuagem para homenagear filho que morreu de Covid no Acre

POR

Família fez tatuagem com o bordão que Gerônimo Neto falava: ‘só alegria’. Antônio Borges ainda se emociona ao falar da perda: ‘nunca mais vou esquecer’.

Para Antônio Borges ainda é difícil falar da perda do filho, que morreu há quatro meses vítima da Covid-19 em Rio Branco. Gerônimo Borges Neto morreu no dia 9 de março, aos 59 anos, após travar uma batalha contra a doença que durou mais de 30 dias. Amoroso, foi pai e filho exemplar, um otimista incorrigível que deixou como legado a alegria e a vontade de viver.

E foi pensando nesse legado que Antônio Borges decidiu eternizar a lembrança do filho na pele – o amor e a saudade transbordaram em forma de tatuagem. Junto com mais algumas pessoas da família; o neto, o filho e a bisneta, ele encarou a agulha do tatuador com os olhos fechados e o coração aberto.(Veja o vídeo acima)

“Só alegria” – o bordão repetido tantas vezes pelo o filho que partiu agora está no braço, foi a forma que a família encontrou de homenagear Gerônimo. Gerente de uma loja da rede de eletrodomésticos, a partida foi marcada por comoção – dos amigos e da família. Sempre sorridente, ele costumava finalizar frases com o bordão – era uma forma de dizer que tudo ia ficar bem.

A saudade do filho ainda embarga a voz de Antônio e é com poucas palavras que ele conta como foi fazer a primeira tatuagem aos 82 anos para gravar na pele o amor pelo filho mais velho.

“Foi minha primeira tatuagem e única. É difícil falar muito porque é muita emoção e alegria em fazer essa homenagem para meu filho. Nunca pensei em fazer uma tatuagem, mas a perda do meu filho é um acontecimento que nunca mais vou esquecer e agora tenho o prazer de sempre trazer comigo a frase que ele sempre falava: ‘Só alegria!’. É algo que está gravado no meu coração e que pra mim é um orgulho ter tido essa coragem, porque é muito emocionante e agora tenho muito prazer em expor meu braço com a frase que ele sempre dizia”, disse.

G1

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img