segunda-feira, agosto 2, 2021
21.3 C
Rio Branco
segunda-feira 02 agosto 2021

Mais de 38 mil beneficiários precisam fazer a prova de vida no estado

POR

Cerca de 38.424 aposentados acreanos precisam procurar as agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para confirmação da prova de vida. Os prazos continuam os mesmos para realização da prova de vida, mas sempre seguindo o calendário disponível no site da instituição.

Quem não atualizar os dados cadastrais, conforme determinação da Portaria PRES/INSS nº 1.321/2021, que prorroga o calendário de prova de vida até agosto de 2022 pode ter o benefício suspenso temporariamente. Somente no primeiro semestre deste ano aproximadamente 23.826 aposentados fizeram a prova de vida, enquanto no ano passado chegou em torno de 38.424 aposentados no estado.

De acordo com a assessoria da gerência regional do INSS, o Acre conta com aproximadamente 98.507 aposentados, mais de 60mil beneficiários já atualizaram os dados cadastrais. A orientação que os aposentados com dificuldade de locomoção ou com problema de saúde devem solicitar à Perícia Domiciliar, para isto basta o segurado agendar em qualquer agência do INSS.

O procedimento visa evitar fraudes e garante a manutenção do pagamento do benefício para quem tem direito ao benefício. Desde o mês de março do ano passado que o INSS suspendeu a obrigatoriedade da prova de vida e manteve o pagamento dos beneficiários, com a vigência da Portaria nº 1.299 a falta de atualização destes dados cadastrais é motivo para suspensão do benefício.

Domiciliar – Esclarece que as pessoas com mais de 80 anos e com dificuldade de locomoção não precisam ir até o banco fazer a prova de vida. Nesses casos, o próprio beneficiário, ou um familiar, pode pedir o serviço de prova de vida domiciliar em qualquer agência do INSS. A assessoria acrescenta ainda, que devem fazer a prova de vida os aposentados, pensionistas e pessoas que recebem benefícios assistenciais há mais de um ano.

O primeiro passo é comparecer presencialmente no banco onde recebe seu pagamento, pois algumas instituições bancárias oferecem alternativas, como prova de vida pelo caixa eletrônico ou por aplicativos. A segundo opção, é a prova de vida por biometria facial no aplicativo Meu INSS, mas para ter acesso ao serviço, é preciso ter a biometria facial já cadastrada nos bancos de dados do TSE e Detran. O beneficiário precisa acessar um dos aplicativos, Meu INSS ou Meu Gov.br, em seguida, seguir as instruções recomendadas da realização da prova de vida por biometria facial, depois só consultar o resultado pelo Meu INSS.

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img