sábado, julho 24, 2021
21.3 C
Rio Branco
sábado 24 julho 2021

Produtor de milho acusa secretário Nenê Junqueira de lhe tomar silo graneleiro

POR

Um dos maiores produtores de milho e soja do estado, o fazendeiro Henrique Cardoso, dono de propriedades na região de Senador Guiomard e Capixaba, procurou o jornal ac24horas para reclamar de uma suposta perseguição que estaria sofrendo do setor de apoio à produção e ao agronegócio do estado.

O proprietário diz que possui um contrato de comodato de um silo graneleiro pertencente ao governo do estado, localizado no município de Acrelândia, mas que a estrutura foi solicitada de volta pelo secretário de Produção e Agronegócio, Nenê Junqueira, em uma decisão que para ele não é técnica, mas política.

Henrique Cardoso diz que outros cinco produtores detêm contratos semelhantes ao dele, mas foi o único a quem a secretaria estadual pediu a desocupação do silo que, segundo ele, está lotado de grãos de sua propriedade e de produtores vizinhos. O agricultor diz que nunca atrasou os aluguéis e que tem a manutenção do silo em dia.

“Não é uma decisão técnica, mas sim política e pessoal. Gero 120 empregos no Acre, reformei o silo inteiro e tenho condições de dar manutenção. O da Vila Pia caiu, como vocês sabem. O de Acrelândia ninguém estava tocando e o governo terceirizou pra mim. Queria saber por que mexeram só comigo”, declarou.

Cardoso ainda diz que apenas no último mês de março investiu cerca de R$ 15 mil no silo, onde construiu uma casa de alvenaria e pôs um funcionário morando no local. Ele acredita que o governador Gladson Cameli não tem conhecimento do caso e que se perder o contrato de comodato sua produção ficará inviabilizada.

Perguntado sobre que questões políticas estariam justificando o pedido de devolução do silo por parte do governo, ele afirmou que a questão envolve, entre outras coisas, um vídeo que ele fez um pouco antes das últimas eleições criticando o senador Marcio Bittar, que é quem indicou Junqueira ao cargo que ocupa no governo.

De acordo com as informações que repassou ao ac24horas, Henrique Cardoso produz 7.500 toneladas de milho por safra e é o segundo maior produtor de soja do estado, atrás do empresário Jorge Moura. Apenas em uma de suas fazendas, ele afirma que planta 3 mil hectares de milho na safra e 1 mil na safrinha.

A reportagem tentou falar com o secretário de Produção e Agronegócio do Acre, Nenê Junqueira, mas não obteve sucesso até o fechamento desta matéria. As alegações do produtor Henrique Cardoso foram enviadas a ele por meio de mensagem via WhatsApp, que foram visualizadas, mas não respondidas.

No ofício que pede a devolução do silo, Junqueira afirma que a outorga para o uso do bem público foi realizada em caráter precário e por prazo indeterminado, podendo ser revogada a qualquer tempo pela Administração Pública, discricionariamente e conforme lhe convir, mediante simples notificação para desocupação.

O ac24horas também fez contato com a porta-voz do governo, Mirla Miranda, que respondeu dizendo que iria averiguar o assunto em questão. O jornal se mantém à disposição tanto dela quanto do secretário Nenê Junqueira ou de sua assessoria para os esclarecimentos que se fizerem necessários.

Ac24horas

COLUNISTAS

128 POSTS0 COMENTÁRIOS
38 POSTS0 COMENTÁRIOS
4 POSTS0 COMENTÁRIOS
2 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisement -spot_img