Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Cotidiano

Trabalhadores da Educação fazem ato em frente à PGE após Justiça mandar suspender greve

Publicado

on

Grupo se reuniu nesta terça-feira (25) e diz que vai recorrer da decisão da Justiça e que greve continua. PGE entrou com tutela de urgência pedindo suspensão da greve dos servidores da Educação, que paralisaram atividades no último dia 13.

Mesmo com a decisão da Justiça do Acre que aceitou uma tutela de urgência da Procuradoria-Geral do Estado e mandou suspender a greve, os trabalhadores da rede pública da Educação Estadual fizeram um ato em frente à PGE nesta terça-feira (25).

Os servidores estão em greve desde o último dia 13 pela reformulação do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) com o reajuste no piso salarial e vacinação dos profissionais da Educação contra a Covid-19. O grupo se reuniu com faixas em frente à PGE em protesto.

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac), Rosana Nascimento, disse que a categoria vai recorrer da decisão da Justiça de suspender a greve e que a paralisação continua.

“Quero dizer aos trabalhadores e à população que nossa greve não está ilegal, o que está ocorrendo é uma decisão política do governador do estado. Não existe nenhum argumento legal que foi feito para dar a suspensão da greve. A greve continua, os trabalhadores continuarão se movimentando, pressionando o governo. Estamos recorrendo no dia de hoje com agravo e vamos buscar ter uma reunião com a comissão de desembargadores que tem no Tribunal de Justiça. Eles precisam também ouvir os trabalhadores”, disse Rosana.

O G1 entrou em contato coma porta-voz do governo, Mirla Miranda, para saber se iria se manifestar sobre o movimento, mas não obteve resposta até última atualização desta reportagem.

G1

Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas