Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Política

Jenilson cobra valorização dos profissionais do setor de emergência clínica do HUERB

Publicado

on

O deputado estadual Jenilson Leite ( PSB ), médico infectologista, pediu ao governo que valorize os profissionais do setor de emergência clínica do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (HUERB), com capacitação e melhores salários. Ele fez o pronunciamento na sessão remota desta terça-feira (25).

No domingo (23), o deputado fez uma visita ao Pronto Socorro e os profissionais da ala de emergência clínica reclamaram ao deputado, que embora seja um dos setores mais importantes do hospital, não são reconhecidos como devem.

Segundo Jenilson, a emergência clínica é o setor que recebe todos os pacientes que chegam ao Huerb, contudo, falta o reconhecimento da Sesacre aos profissionais que atuam nessa ala do hospital. ” Esse é um problema que se arrasta algum tempo, que é sobre a emergência clínica do Pronto Socorro da capital. O atual governo mudou o nome, mas os problemas de gestão, priorização e valorização continuam, principalmente na emergência clínica. Nesse setor, chega paciente de todo o Estado do Acre e até de outros países. É o primeiro lugar que o paciente que tem um AVC, um infarto, um trauama, é lá que ele é socorrido. É ali na emergência clínica que muda o prognóstico do paciente, independente da condução”, diz JenilsonLeite.

Para o infectologista, é preciso que tenha profissionais suficiente no setor, capacitado e bem remunerado. ” Apesar da importância do setor, é um dos menos valorizado. O governo ainda não entendeu dessa ala e a importância de ter uma equipe afinada, com condições de atendimento e bem reconhecida financeiramente. Enquanto nos outros andares os profissionais recebem plantões dobrados, esse seguimento, aonde faz a estratificação, atende pacientes com covid-19, contudo, não recebem os benefícios que os outros estão recebendo em relação à covid-19 “, diz Leite.

O deputado vai apresentar um anteprojeto de lei pedindo o reconhecimento da Sesacre aos setores de emergências clínicas do estado.

Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas