Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Destaque

Policial federal acusado de matar filha de 2 meses no AC pede adiamento da 1ª audiência

Redação Folha do Acre

Publicado

on

Policial foi demitido no ano passado por abandono do cargo. Audiência de instrução na 2ª Vara do Tribunal do Júri estava marcada para esta terça-feira (27) por videoconferência.

Após mais de dois anos da morte de Maria Cecília, de 2 meses, o policial federal Dheymersonn Cavalcante, e a mãe dele, Maria Gorete, tiveram a primeira audiência de instrução e julgamento adiada, após um pedido da defesa.

Por videoconferência, a audiência estava marcada para ocorrer nesta terça-feira (27) na 2ª Vara do Tribunal do Júri e Auditoria Militar. A decisão do adiamento, assinada pelo juiz Alesson Braz, foi publicada nesta terça. O G1 não conseguiu contato com a defesa do policial e da mãe dele.

Conforme o magistrado, a defesa alegou que não teve acesso à mídia inserida pela denúncia nos autos por estar em blu-ray e o Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC) não ter o equipamento apropriado para leitura desse tipo de arquivo. Por isso, os advogados do policial disseram que realizar a audiência sem que eles tivessem acesso ao arquivo prejudicaria o contraditório e ampla defesa dos acusados.

O magistrado citou uma certidão que confirma que o TJ-AC não dispõe de equipamento para leitura do arquivo em formato blu-ray, bem como não foi possível a conversão do arquivo para outro formato. E que, por isso, deferiu o pedido de redesignação da audiência virtual. Ainda não há uma nova data definhada.

G1

Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas