Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Mega Destaque

Acre tem queda de 36% no número de mortes violentas no primeiro trimestre de 2021

Redação Folha do Acre

Publicado

on

Observatório de Análise Criminal do MP aponta que, entre janeiro e março deste ano, foram registradas 62 mortes violentas, já no mesmo período em 2020 foram 97 mortes.

O Acre registrou uma queda de 36% nas mortes violentas nos primeiros três meses deste ano em comparação com o mesmo período de 2020. É o que mostra o Observatório de Análise Criminal divulgado pelo Ministério Público do Estado.

Conforme os dados, no primeiro trimestre deste ano, foram registradas 62 mortes violentas, que incluem os homicídios dolosos consumados, feminicídios, latrocínios, mortes decorrentes de intervenção policial em serviço e fora de serviço e lesão corporal com resultado morte. Já no mesmo período em 2020, foram 97 mortes violentas.

Entre os casos registrados entre janeiro e março deste ano foram 55 homicídios dolosos consumados, dois feminicídios, três latrocínios e duas mortes decorrentes de intervenção policial. No ano passado no mesmo período foram 78 homicídios dolosos, quatro feminicídios, um latrocínio, 13 mortes decorrentes de intervenção policial e uma lesão corporal que resultou em morte.

A capital foi a que registrou maior taxa de redução nos casos. Segundo os dados, no primeiro trimestre de 2020 foram 75 mortes violetas em Rio Branco, já este ano forma 43, o que representa uma redução de 42,7%. No caso do interior do estado, a cidade com maior número de casos este ano foi Feijó, com oito mortes violentas, sendo que no mesmo período em 2020 foram dois.

O observatório traz ainda a quantidade de mortes violentas no primeiro trimestre nos últimos seis anos. Em 2016 foram contabilizadas 59 mortes, já em 2017 foram 138 casos, sendo a maior da série histórica. No ano de 2018 os dados mostram que chegou a 112 mortes, em 2019 foram 87 casos, em 2020 foram 97 e este ano foram as 62 mortes.

G1

Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas