Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Cotidiano

Agência bancária é multada por aglomeração de clientes durante a pandemia no Acre

Redação Folha do Acre

Publicado

on

Fiscais encontraram centenas de clientes esperando atendimento embaixo de uma tenda na agência do Banco do Brasil de Cruzeiro do Sul. Multa foi no valor de R$ 626.

A agência do Banco do Brasil em Cruzeiro do Sul, interior do Acre, foi multada por aglomeração durante a pandemia. Uma equipe da fiscalização da cidade encontrou centenas de pessoas esperando atendimento embaixo de uma tenda montada em frente da agência na manhã dessa segunda-feira (29).

Por conta disso, a agência bancária foi autuada a pagar R$ 626 por aglomeração. A multa foi aplicada pelo Setor de Arrecadação e Fiscalização de Tributos da prefeitura.

Desde o início da pandemia, os fiscais já aplicaram mais de 500 multas em estabelecimentos da cidade por descumprimento do decreto que proíbe aglomeração cidade.

“O banco já tinha sido advertido várias vezes, outros bancos também, mas o Banco do Brasil já tinha pego outras multas. Essa é uma ação que a gente vem fazendo todos os dias, nossa intenção não é prejudicar o banco. Na minha opinião, o maior responsável deveria ser a população, estamos em uma pandemia e a população deveria manter o distanciamento. A gente fica toda hora: ‘mantenha o distanciamento, usa máscara, use álcool’, e a população sabe que vai ser atendida, mas mesmo assim aglomera”, destacou a chefe do setor, Valéria Messias.

O G1 entrou em contato com a assessoria de comunicação do Banco do Brasil e aguarda um posicionamento.

Fiscalização

Valéria acrescentou também que as agências bancária são responsáveis pela organização das pessoas na fila, que não deveria formar aglomeração e evitar a proliferação do novo coronavírus. “Por mais que vá ficar na fila, que mantenha o distanciamento que as organizações de saúde sugerem de 2 metros”, aconselhou.

A responsável pelo setor explicou ainda que já foram aplicadas mais de 500 multas durante esse período, mas que os fiscais desenvolvem muito o trabalho de educação e orientação aos proprietários para evitar a aplicação da multa. “Tentamos levar muito na conversa, no bom senso, ainda tentando educar. Acho que aplicamos 500 multas, não foram muitas. Ficamos muito na educação, que não adiante muito, mas a gente tenta”, concluiu.

O setor de fiscalização ainda não tem os valores arrecadados até o momento com as multas. Esse dinheiro deve ser usado pela prefeitura em algo que beneficie a população.

Pandemia e saúde em colapso

Março é o mês com mais mortes pela doença. Já são 241 mortes, superando o mês de junho de 2020 quando foram registradas 217 mortes. Os hospitais de Rio Branco voltaram a atingir lotação máxima na última sexta (26). No PS e no Into-AC todos os leitos de UTI estão ocupados. Na fila à espera de uma vaga estão 17 pacientes.

O boletim da Secretaria de Saúde do Acre dessa terça-feira (30) trouxe mais 13 mortes pela Covid-19 e 198 novos casos de infecção pelo coronavírus. Com isso, o número de infectados chegou a 69.103 e o total de mortes é de 1.253.

No sábado (27) foram confirmados 798 casos de infecção pelo novo coronavírus, o maior número diário já registrado desde o início da pandemia.

No estado, 408 pacientes estão internados em hospitais de referência, dos quais 346 pessoas com teste positivo para Covid-19. Dos 106 leitos de UTI nos hospitais da rede SUS disponibilizados no estado, 105 estão ocupados. A taxa de ocupação total atingiu 99,1% em todo estado. Os leitos de UTI estão concentrados na capital, com 85 vagas, e Cruzeiro do Sul, com 26.

G1

Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas