Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Polícia

Sargento da PM e filha de 25 anos morrem com Covid em intervalo de uma semana no Acre

Redação Folha do Acre

Publicado

on

O 2º sargento da Polícia Militar (PM-AC) Pedro Nascimento dos Santos, de 51 anos, e a filha dele, Gabrieli Lima do Nascimento, de 25 anos, morreram em um intervalo de uma semana com Covid-19 no Hospital Regional do Alto Acre em Brasileia, interior do Acre. O PM morreu na manhã desta quarta-feira (24) e Gabrieli no último dia 17.

Santos chegou a ficar 14 dias internado com dengue hemorrágica e Covid-19. Ele foi intubado na madrugada desta quarta (23) e esperava a transferência para Rio Branco para um leito em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

A transferência estava marcada para esta quarta, mas ele morreu antes de o procedimento ser realizado. A PM-AC divulgou uma nota lamentando a morte do militar.

O militar tinha cirrose e foi submetido a uma cirurgia no esôfago em novembro de 2020. Na unidade de saúde, o PM adquiriu pneumonia e o quadro de saúde se agravou. Ele soube da morte da filha quando estava internado e ficou muito abalado.

Gabrieli não chegou a ficar internada. Ela fez o exame, recebeu o resultado positivo e começou a tratar a doença em casa. Porém, no dia 17 de março ela passou mal, com muita falta de ar e foi no hospital. A jovem tinha sobrepeso e morreu horas depois de dar entrada na unidade.

“Foi bem rápido, ela passou mal, foi para o hospital e morreu. Meu pai estava internado e soube da morte dela lá dentro. Ele ficou desesperado, dizia que tinha levado a Covid-19 para dentro de casa, que por causa dele todos tinham se infectado. Ele lutou até o fim, foi forte, era um paizão”, contou emocionada Juciene Brunieli Lima do Nascimento, de 23 anos.

Família infectada

Na casa do sargento moravam nove pessoas, sete pegaram Covid-19. Os familiares fizeram os exames no mesmo dia e ficaram juntos em casa tratando a doença. Os demais parentes do sargento se recuperaram e estão bem.

Ainda segundo Juciene, Santos acreditava que ele tinha levado o vírus para dentro de casa enquanto trabalhava. “Ele foi internado com dengue e Covid. Começou a sentir os sintomas, fez os exames e já foi intubado hoje de madrugada [quarta,23]. Foi tudo rápido. Quase todo mundo daqui pegou”, acrescentou.

A jovem disse que a irmã buscou atendimento logo que começou a passar mal. Muito abalada, Juciene explicou que a família está unida para tentar superar a dor e o sofrimento nesse momento.

“Estamos na luta, os familiares estão aqui com a gente. Foi tudo de repente”, resumiu.

Nota da Polícia Militar

O Comando da Polícia Militar do Estado do Acre, oficiais, praças e funcionários civis, manifestam o mais profundo pesar pelo falecimento do 2º SGT PM Pedro Nascimento dos Santos, aos 51 anos, ocorrido na manhã desta quarta-feira, 24 de março, em Brasileia, vítima de Covi-19.

O sargento Pedro Santos, como era conhecido na caserna, dedicou grande parte da sua vida a PMAC, servindo mais de 18 anos, se portando sempre com profissionalismo, conquistando a admiração, o respeito e amizade entre os colegas de farda. Neste período, trabalhou em unidades operacionais da capital – 2º Batalhão e Batalhão de Operações Especiais (Bope), e, atualmente, estava lotado no 5º Batalhão, em Brasileia. Pedro Santos deixa esposa e dois filhos.

Com os mais sinceros sentimentos de toda família Policial Militar, nos unimos em oração, com o desejo de que Deus, em sua infinita misericórdia, possa confortar os corações dos familiares e amigos.

Rio Branco-AC, 24 de março de 2021.

Paulo César Gomes da Silva – CEL PM

Comandante-Geral da PMAC

Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas