Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Cruzeiro do Sul

Em Cruzeiro do Sul, secretário nacional de Defesa Civil garante apoio a afetados por enchente

Avatar

Publicado

on

O Secretário Nacional de Defesa Civil, Coronel Alexandre Lucas Alves, realizou nesta sexta-feira, 19, vistoria em todos os municípios do Acre, que sofrem os agravos das enchentes. Em Cruzeiro do Sul, o secretário sobrevoou a área alagada junto com o Prefeito Zequinha Lima e com o Governador Gladson Cameli.  O município vive a maior cheia já registrada na história, com mais de 8 mil famílias atingidas e mais de 1000 desalojadas e desabrigadas. O manancial registrou hoje a maior marca de 14,32 metros.

O prefeito junto com o governador e o secretário nacional participaram de uma reunião, onde foram apresentados todos os dados referentes a situação de emergência que Cruzeiro do Sul vive, e em seguida visitaram dois dos abrigos montados nas escolas Flodoardo Cabral e Dom Henrique Ruth, para atender as famílias em situação de vulnerabilidade.

O Prefeito Zequinha Lima enfatizou que o município precisa de ajuda urgente do Governo Federal para vencer os agravos da cheia.

“Nossa principal dificuldade é financeira e pessoal. Apenas com os servidores do município não estamos conseguindo dar conta, por isso pedimos o apoio do governador que prontamente nos atendeu, colocando toda sua estrutura do Estado a nosso favor. A vinda do Secretário da Defesa Civil Coronel Lucas é importantíssima para gente, pois mostra o reconhecimento do Governo Federal para situação que vivemos no Acre, e há de se destacar todo esforço do nosso governador, como também do nosso Senador Márcio Bittar. Isso é uma demonstração de carinho pelo estado”, declarou o prefeito.

De acordo com o secretário nacional coronel Alexandre Lucas, poderão ser aprovados três tipos diferentes de recursos para os municípios, sendo eles o de assistência humanitária, o recurso de reestabelecimento (para limpeza de lama, lixo e entulho deixados pela enchente nas ruas), e o de reconstrução (voltado para infraestrutura danificada), obedecendo o plano de trabalho confeccionado por cada prefeitura.

O secretário Lucas garante que os recursos federais devem estar disponíveis para os municípios em um curto período de tempo, para dar celeridade às ações de suporte às vítimas das inundações.

“À medida que os projetos forem aprovados, os recursos sairão. Pelo o que vi, aqui no Estado, todos os planos estão reconhecidos e precisamos, somente, fazer uma análise. Assim que sair a votação do orçamento, em três ou quatro dias a ajuda estará disponível às prefeituras”, afirmou o secretário nacional.

Ao mesmo tempo que Cruzeiro do Sul vive a maior cheia histórica, também passa pelo agravamento da pandemia do novo coronavírus. O Governador Gladson Cameli destacou que neste momento a união de todos os poderes é fundamental para oferecer uma resposta imediata para população que necessita.

“Essa união é importante e necessária. Precisamos reduzir o tempo de apoio a quem precisa, a quem está com a porta da sua casa alagada. Nós como poder público temos essa responsabilidade, e nos unindo tudo se torna mais fácil. Quando soube da situação das cheias, fui à capital federal em busca de ajuda, fui atendido e isso reflete o esforço de todos”, enfatizou o Governador Gladson Cameli.

Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas