Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Polícia

MP pede que esposa de coronel e mais 17 estagiários não tomem 2ª dose da vacina anticovid

Redação Folha do Acre

Publicado

on

O Ministério Público do Acre, por meio da promotora de Justiça Myrna Teixeira Mendoza, resolveu recomendar ao secretário de Saúde de Rio Branco, Frank Lima, que a empresária Dayanna Menezes, esposa do coronal da Polícia Militar (PM), Ulysses Araújo, não tome a segunda dose da vacina anticovid.

Dayanna e mais 17 estagiários de psicologia da Policlínica da PM tomaram a vacina antes que alguns profissionais da saúde considerados da linha de frente de combate à Covid-19 como médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, além de idosos acima de 90 anos.

Segundo o MPE, houve violação às normas do Plano de Operacionalização da Vacinação contra Covid-19 e por isso Dayanna e mais 17 estagiários da Policlínica da PM não deverão tomar a segunda dose do imunizante.

Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas