Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Destaque

Eles venceram: Três pacientes recebem alta da UTI do Pronto-Socorro de Rio Branco

Avatar

Publicado

on

Os profissionais do Pronto-Socorro (PS) de Rio Branco receberam na manhã desta terça-feira, 16, uma dose tripla de conforto para os corações, pois três pacientes que tiveram Covid-19 receberam altas médicas consecutivas, e puderam registrar seus nomes nas folhas da árvore da vida – um gesto simbólico para uma momento tão especial – criada pelos funcionários da unidade.

O primeiro a comemorar a vitória junto aos profissionais foi o médico Adauto dos Santos, de 48 anos, que também é da linha de frente à Covid-19. “A gente nunca se imagina na condição de paciente, então, eu vi como a gente fica fragilizado e o quanto somos dependentes dos cuidados dos próprios colegas. E o mais mágico é que, mesmo com aqueles que não conhecíamos, acabamos estabelecendo um vínculo para o resto da vida”, relatou Adauto.

Palavra amiga e gratidão

Adauto passou seis dias na unidade de terapia intensiva (UTI) do PS, no quarto andar. Segundo o ex-paciente, a gratidão cultivada pelos profissionais que cuidaram dele em um momento tão delicado sempre será lembrada.

“Eu nunca vou me esquecer de cada rostinho dos técnicos de enfermagem que foram fazer a medicação, dos técnicos de laboratório que foram coletar meus exames, cada médico, fisioterapeutas, nutricionistas e a equipe de limpeza e que aqui acolá também auxiliavam, prestando uma palavra amiga”, pontuou Adauto.

Vencer a Covid-19 com uma equipe como a do quarto andar do PS não foi tão difícil. São pessoas que se dedicam ao trabalho. Fiquei muito feliz”, comemorou Adauto, que continuará o tratamento em casa.

“É melhor ficar em casa do que numa UTI”

“É melhor ficar em casa do que numa UTI”. A frase foi da segunda paciente a receber alta médica da UTI. Sabrina Gondim, de 42 anos, entrou na UTI no dia 11 de fevereiro. “A dor que a gente sente é pior do que ficar um pouco mais em casa, ou abrir mão de uma caminhada no parque. Uma máscara de oxigênio incomoda muito mais”, relatou.

Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas