Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Destaque

Leo de Brito pede que Ministério da Saúde inclua o Norte no grupo prioritário de vacinação

Avatar

Publicado

on

A preocupação é que a variante do vírus que circula na região seja expandida para outros estados

O deputado federal Leo de Brito (PT-AC) protocolou nesta quinta-feira, 11, no Ministério da Saúde, Requerimento de Indicação pedindo que a Região Norte seja incluída no grupo prioritário de vacinação em razão do aumento de infectados pela Covid-19 e o colapso na saúde dos estados.

O parlamentar acreano participou esta semana de audiência com o ministro Eduardo Pazuello onde expôs suas preocupações com o agravamento da pandemia no Acre, e pediu apoio e atenção especial do Ministério da Saúde.

“A situação da Região Norte é muito grave, sobretudo no Amazonas, Rondônia e Acre, onde o sistema de saúde entrou em colapso há alguns dias, faltam leitos de UTI, médicos, respiradores, e outros insumos, e os casos de contaminação têm aumentado muito, consequentemente os óbitos também, além da pequena quantidade de vacinas recebidas e o atraso no processo de vacinação pelos municípios”, disse o deputado.

Variante do vírus circula no Acre e pode ser expandida para outros estados

Leo de Brito defende que o governo federal tenha um olhar diferenciado para a Região Norte, uma vez que a variante do vírus já circula em alguns estados e pode ser expandida para o resto do país.

“Especialistas da área de saúde alertaram que essa nova cepa do coronavírus é muito preocupante, e que a variante já detectada no Acre e no Amazonas pode ser expandida para outros estados, por isso meu pedido se justifica, é preciso tomar medidas urgentes para evitar algo ainda mais grave”, alertou o deputado.

Recorreu à justiça

Leo de Brito vem alertando as autoridades sobre a gravidade da pandemia no Acre e cobrando a adoção de medidas enérgicas. Ainda no mês de janeiro oficiou o ministro da Saúde sobre o colapso no sistema de saúde do Acre, e pediu intervenção e apoio do governo federal, também recorreu à justiça para pedir mais transparência no processo de vacinação e a divulgação da lista de vacinados, com o objetivo de evitar os fura filas e privilégios, além do pedido de agilidade na vacinação de idosos.

Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas