Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Destaque

Em Rio Branco, idosos acima de 90 anos começam a ser vacinados em postos e ‘drive thru’

Redação Folha do Acre

Publicado

on

Semsa começou nesta quarta-feira (10) a vacinação dos idosos acima de 90 anos nas Uraps Roney Meireles e Cláudia Vitorino e na Policlínica Barral y Barral. Além de um ponto de ‘drive thru’ montando em frente ao 7º BEC na capital acreana. Município recebeu mais de 800 doses da CoronaVAc para imunizar idosos com primeira e segunda dose.

Os idosos de 90 anos ou mais começaram a ser vacinados contra a Covid-19 nesta quarta-feira (10) em três unidades de saúde de Rio Branco e por ‘drive-thru’. O atendimento é feito das 8h às 17h e o idoso precisa apresentar apenas documento oficial com foto e o CPF.

A imunização desse público começa após o Acre receber mais 6,4 mil unidades da vacina CoronaVac para aplicação de primeira e segunda doses, na segunda-feira (8). Com esse 4º lote, o Acre inicia a vacinação de 1.871 idosos acima de 90 anos. Além dos idosos dessa faixa etária, 1.340 trabalhadores da saúde também devem ser imunizados com a primeira e segunda dose da vacina.

A Secretaria Municipal de Saúde de Rio Branco (Semsa) informou que recebeu 880 doses da imunizante para os idosos com a primeira e segunda dose.

Já no início da manhã, uma fila se formou no ponto de vacinação por ‘drive-thru’, montado no pátio do antigo Detran, na Avenida Nações Unidas, em frente ao 7º Batalhão de Engenharia e Construção (7º BEC).

A vacinação ocorre ainda nas seguintes unidades de saúde da capital acreana:

– Unidade de Referência de Atenção Primária Roney Meireles (Urap) – Conjunto Adalberto Sena;
– Unidade de Referência da Atenção Primária (Urap) Cláudia Vitorino – no bairro Taquari;
– Policlínica Barral y Barral – no Conjunto Tangará.

“É necessário comprovar a idade e quem tem a carteira de vacinação deve levar. Todos devem estar com a máscara facial e tomar os cuidados para evitar a contaminação pelo novo coronavírus. Nas unidades é preciso também manter o distanciamento”, afirmou a chefe da Vigilância Epidemiológica da Semsa, bióloga Socorro Martins.

Logo após receber a vacina, a idosa Matilde, de 95 anos, falou ao vivo com o Bom dia Acre e disse que estava muito feliz em ser imunizada. “Sinto uma alegria, porque tinha muita vontade para ver se passo mais um dias. [Familiares] Estão todos telefonando, todo tempo alegre e orando por causa dessa vacina, que nós todos somos da igreja. Recomendo [a vacinação], sabemos que essa é a proteção de Deus e dos homens”, disse.

“Agora a família toda está aliviada, porque a gente ficava muito preocupada e ela não podia sair para lugar nenhum e a gente também. Agora está todo mundo despreocupado, graças a Deus”, falou a filha dela, Graça.

G1

Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas