26 maio 2024

No AC, artista autodidata faz pinturas em madeira inspiradas na região e ensina crianças carentes

Date:

Ronaldo Costa, de 26 anos, faz desenhos em madeira e retrata principalmente o regionalismo de Cruzeiro do Sul.

Com imagens da Catedral de Nossa Senhora da Glória, da Ponte da União e até mesmo animais da fauna regional, o artista plástico de Cruzeiro do Sul, no interior do Acre, Ronaldo Costa, de 26 anos, impressiona com sua arte em pirografia, que são desenhos feitos em madeira.

Ronaldo Costa faz pinturas em madeira inspirada na região e ensina crianças carentes — Foto: Arquivo pessoal

O artista autodidata, ou seja, que aprendeu a arte sozinho ganhou fama na cidade pelo talento, onde é conhecido por fazer diversos objetos como chaveiros, imãs de geladeira, placas, quadros entre outros.

Costa diz que desde criança sempre teve talento para as artes e em 2008, quando tinha 14 anos, chegou a fazer um curso de desenho porque, à época, ele tinha dificuldade na mistura das cores, e queria aprimorar. Mas, mesmo assim ele já se aventurava fazendo maquetes, entre outros, e pinturas em tecido.

O trabalho com a pirografia, que é o carro-chefe dele hoje, só começou em 2016, quando uma amiga perguntou se ele não sabia fazer o trabalho, foi quando descobriu o novo talento e não parou mais.

“Desde pequeno já gostava de desenhar e fazer bonecos com massa. Um dia, passando pela Casa do Artesanato, a Nilma – que é artesã -, e faz desenho na madeira, perguntou se eu fazia. Falei que nunca tinha feito, mas podia tentar. Fiz um desenho para ela”, conta sobre o começo.

Sem ter o pirógrafo, que é o equipamento utilizado para fazer os desenhos, ele comprou uma máquina de solda e foi assim que começou os trabalhos e a ganhar a vida com a arte.

O pirógrafo com que ele trabalha hoje ganhou de um professor, um tempo atrás. Agora, ele aguarda a chegada de um novo, que deve chegar ainda neste mês.

“Tudo isso vem de Deus, quando me concentro nas artes esqueço os meus problemas. Gratidão eternamente a Deus, Ele é minha base, meu mestre. É muito gratificante fazer uma arte e deixar os clientes contentes. Tudo que é feito com amor, é válido”, pontua.

Os preços dos produtos variam. O chaveiro mais simples custa R$ 10, por exemplo, os quadros decorativos custam até R$ 45 e as fotografias a partir de R$ 100.

“O que tenho a pronta entrega fica disponível na Casa do Artesanato, mas, hoje, faço mais por encomenda” , conta sobre a forma de trabalhar.

Artista exalta o regionalismo — Foto: Arquivo pessoal

Artista exalta o regionalismo — Foto: Arquivo pessoal

Trabalho social
Além de ter aprendido tudo sozinho, Costa ainda ensina a arte outras para crianças carentes da cidade. As primeiras aulas que ministrou foram no ano passado, antes da pandemia, mas ele diz que quer voltar a ensinar.

“Dei aula para duas turmas e fiz trabalho voluntário. Foram uns 50 alunos. A gente nunca sabe de tudo, sempre aprendemos algo novo e é muito gratificante ensinar alguma coisa. É bom ter a oportunidade de ensinar. E essas crianças, enquanto os pais estão trabalhando, estando lá, estão aprendendo, ao invés de estar na rua e ainda tem a oportunidade de ganhar uma renda extra”, acrescenta.

Artista ensina crianças de Cruzeiro do Sul — Foto: Arquivo pessoal

Artista ensina crianças de Cruzeiro do Sul — Foto: Arquivo pessoal

 

G1 AC

Últimas