Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Brasileia

Funcionário de hospital no interior do AC é mais uma vítima da Covid-19

Kenedi Rodigues

Publicado

on

Edinaldo Felício de Souza, de 55 anos, foi internado no Into no último domingo (24), mas não resistiu à doença e morreu nesse sábado (30) na UTI da unidade. Família relembra a luta do servidor público contra a doença, que durou pouco mais 20 dias.

Após mais de 20 dias dos primeiros sintomas da Covid-19, o servidor público Edinaldo Felício de Souza, de 55 anos, não resistiu à doença e morreu na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Instituto de Traumatologia e Ortopedia (Into-AC), em Rio Branco, nesse sábado (30).

Ainda muito abalada, a irmã do servidor, Waldina de Souza contou que ele morava na cidade de Brasileia e trabalhava no administrativo do Hospital Regional do Alto Acre. Ele começou a apresentar os primeiros sintomas no último dia 7 de janeiro e com a piora no quadro e a pedido da família, resolveu ir para Rio Branco buscar atendimento com um especialista.

“A gente pensava que a situação dele não estava tão agravada. Quando fez a tomografia em Rio Branco já estava com 70% do pulmão comprometido. Então, o médico que o atendeu disse que ele precisava ser internado e ele já ficou na Prontoclínica. Daí, no domingo, como ele piorou, transferiram ele para o Into. Quando ele chegou no hospital, já foi para a UTI e foi entubado. Foi tudo muito rápido”, contou a irmã.

O funcionário já chegou a ser diretor do hospital na cidade de Plácido de Castro e atualmente estava trabalhando na cidade de Brasileia. Segundo a irmã, o servidor era apaixonado pelo trabalho. Souza deixou a mulher e dois filhos, de 16 e 26 anos.

“Para nós, ele era um bom irmão, um bom marido, uma pessoa muito responsável no trabalho. Ele vivia para o trabalho dele, gostava de trabalhar no hospital, era o prazer dele, fazia esse trabalho com muito amor, muita dedicação. Era um ótimo homem, vai deixar muita saudade. Foi um anjo que passou pouco tempo aqui na terra e Deus colheu.”

A prefeitura de Brasileia emitiu uma nota lamentando o falecimento do servidor público. “Edinaldo era funcionário do Hospital Regional do Alto Acre, onde exerceu seu trabalho com muita responsabilidade, deixando uma lacuna imensurável no seio profissional e familiar. Que Deus conforte a família enlutada e os amigos, e que as boas lembranças sempre ilustrem nossos pensamentos”, disse a nota.

Covid-19 em Brasileia
Com pouco mais de 26,7 mil habitantes, a cidade de Brasileia registra 1.602 casos confirmados de Covid-19, segundo dados do último boletim da Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre) divulgado nesse sábado (30). Ao todo, 24 pessoas morreram na cidade em decorrência da doença.

No ranking dos municípios acreanos, Brasileia aparece em 7º lugar com a maior incidência da doença, sendo 599,9 casos para cada 10 mil habitantes. As cidades com as maiores incidências são Assis Brasil e Xapuri, com 1192 e 1145,1 casos para cada 10 mil habitantes.

Em todo o estado já são 48.347 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus e 864 pessoas perderam suas vidas para a doença. Pelo menos 40.155 pessoas já receberam alta médica da doença, enquanto 185 pessoas seguem internadas.

G1 AC

 

Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas