Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Cotidiano

Liderança Ashaninka é vacinada contra Covid-19: “Aqui a vacina chegou”

Redação Folha do Acre

Publicado

on

O indígena Wewito Piyãko, liderança do povo Ashaninka, da Aldeia Apiwtxa, localizada na Terra Indígena do Rio Amônia, no município de Marechal Thaumaturgo recebeu a primeira dose da vacina contra Covid-19.

Mesmo sem nenhum caso registrado em seu povo desde o início da pandemia, os ashaninka entendem a importância da imunização contra a doença. Piyãko gravou um vídeo que foi postado na página da Comissão Pró-índio.

“Estou tomando a primeira dose da vacina aqui na Apiwtxa e quero dizer que é uma satisfação muito grande para mim e para todos aqui. Eu como representante dos Ashaninka, quero dizer que aqui a vacina chegou e a gente vai fazer nossa parte de contribuir com a ciência e participar dessa vacina como a gente já vem participando há anos”, disse a liderança.

Mais de 12,4 mil indígenas que vivem em aldeias no estado do Acre devem receber a vacina nesta primeira fase de imunização.

Segundo os dados divulgados pelo governo do estado, do total de 40.760 vacinas da CoronaVac recebidas no primeiro lote, no dia 19 de janeiro, 24.834 unidades são destinadas aos índios aldeados, para primeira e segunda dose. Ainda não foi divulgado o número total de indígenas já vacinados no Acre.

Outra liderança Ashaninka, Francisco Piyãko, divulgou que a vacinação na aldeia Apiwtxa, onde residem 1,2 indígenas, deve ser concluída nesta sexta-feira, 29.

“Estamos muito felizes de estar no grupo prioritário nessa fase da campanha de vacinação contra a Covid-19. Não temos dúvida do grande passo que está sendo dado com a vacinação. Queremos dizer que da nossa parte estávamos mobilizados e preparados e acreditamos muito que a ciência foi fundamental e vai ser cada vez mais para combater esse tipo de pandemia. Não tenho dúvida de que estamos fazendo a coisa certa, de que é necessário fazer, porque muitas vidas já perdemos. Não temos dúvida de que só assim a gente vai combater. Espero que todas as comunidades indígenas façam parte dessa campanha e que sigam na luta para combater esse vírus”.

Juruá em Tempo

Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas