Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Mega Destaque

Sem sede, Câmara de Vereadores da capital paga mais de R$ 70 mil mensais com aluguel de prédios

Redação Folha do Acre

Publicado

on

A Câmara Municipal de Rio Branco paga um valor exorbitante em aluguel do prédio onde funciona a sede do Legislativo e gabinetes dos 17 vereadores da capital. O prédio atual gera uma despesa com aluguel na ordem de R$ 54 mil por mês.

A nova mesa diretora, que tem como presidente o vereador N. Lima, já encontrou outros prédios com valores bem mais baixos. Em dois deles, o preço da locação não passa de R$ 20 mil.

Um imóvel no bairro bosque pode ser a nova sede. O valor da locação é de R$ 33.500,00 por mês, uma diferença de R$ 20.500,00. Mas, existe uma outra economia: cada vereador recebe mensalmente R$ 1.600,00 para alugar um imóvel onde funciona seu gabinete por falta de acomodações na atual sede. No novo prédio cada parlamentar contaria com uma sala e não precisaria se gastar R$ 27 mil por mês com as locações dos gabinetes. “Seria uma grande economia para os cofres do Legislativo, por isso vamos mudar com certeza, não podemos ficar pagando mais caro”, alegou N. Lima.

Ainda não existe prazo para a mudança. A mesa diretora precisa de tempo para fechar o negócio e preparar o novo prédio. As sessões começam no dia 02 de fevereiro e, por enquanto, serão realizadas no atual prédio.

A mudança de local chama a atenção para o contrato de locação do atual prédio. As mesas diretoras anteriores não questionaram o valor elevado do aluguel. Agora será possível uma economia de até 70%.

A atual mesa diretora quer economizar para começar a construção da sede própria. O terreno existe, a câmara tem R$ 6 milhões em um fundo e a prefeitura prometeu ajudar. Só que para a obra completa são necessários R$ 15 milhões. Ao contrário de anos anteriores parece que a ordem agora é economizar.

Com informações A Tribuna

 

Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas