Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Geral

Acre tem 700 mil seringas disponíveis para primeira etapa de vacinação contra Covid-19, diz Secretaria de Saúde

Kenedi Rodigues

Publicado

on

Quantidade é ‘mais que suficiente’ para vacinar o grupo prioritário da primeira fase da imunização, segundo informou secretário de Saúde. Outras 1,2 milhões de unidades estão em processo de compra e a previsão é que cheguem ao estado até fevereiro. Governo federal disse que o estado seria um dos que poderiam não ter insumos suficientes.

A Secretaria de Saúde do Acre disse que conta com 300 mil seringas e agulhas em estoque e que, em levantamento com os municípios acreanos, estes têm 400 mil unidades. Com isso, o estado garante ter 700 mil seringas preparadas para iniciar a imunização contra Covid-19 prevista para começar em 21 de janeiro.

A informação foi confirmada nesta quinta-feira (14) pelo secretário de Saúde, Alysson Bestene, depois que o Ministério da Saúde informou ao Supremo Tribunal Federal (STF) que o Acre seria uma das sete unidades da Federação que correm risco de não ter estoque suficiente para atender à demanda inicial de aplicação das vacinas.

  • Há 300 mil seringas em estoque na Sesacre e mais 400 mil nos municípios;
  • Mais 1,2 milhão de seringas estão em processo de compra e a previsão de chegada é até fevereiro;
  • Ministério da Saúde se comprometeu a enviar 300 mil seringas junto com as primeiras doses;
  • 230,7 mil pessoas fazem parte do grupo prioritário da primeira fase da vacinação. No dia 21 de janeiro, estado deve receber 40 mil doses e começar a vacinar os trabalhadores de saúde;
  • População estimada do Acre: 894.470 pessoas

Na manifestação ao STF, o Ministério da Saúde disse que prevê a entrega de até 30 milhões de doses de diferentes vacinas contra a Covid-19, até o fim de janeiro, e que, se todas elas ficarem disponíveis até o fim do mês, os estados teriam dificuldade para efetivar a aplicação das doses.

No entanto, o secretário de Saúde do Acre afirmou que o estado está preparado para iniciar a vacinação da população alvo contra a Covid-19.

“Nosso estoque, para o início da campanha, é mais que suficiente. Temos 300 mil seringas só do estado. Isso fora os municípios que, somando, dá mais 400 mil em estoque. Ainda tem as que estamos adquirindo, que são 1,2 milhão, já tem o processo rodando com a ajuda do banco mundial. O ministro também informou que vai ajudar o Acre mandando 300 mil seringas. Chegando a vacina até o dia 21 de janeiro, a gente já começa, está tudo pronto para começar. Talvez, inclusive, seja o estado mais preparado para iniciar a campanha de vacinação, com armazenamento, logística de transporte, estoque”, disse o secretário.

De acordo com o plano de vacinação apresentado pelo governo, no Acre, 230.722 pessoas fazem parte do grupo prioritário para recebimento das doses.

Na segunda (11), em entrevista ao programa Audiência Pública da CBN Rio Branco, o governador Gladson Cameli chegou a anunciar que a vacinação contra a Covid-19 começaria no dia 25 no estado. Mas, nessa quarta (14), após reunião com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, ele afirmou que a vacinação deve ser antecipada para o dia 21.

A previsão é que o Acre deve adquirir 700 mil doses e imunizar 350 mil pessoas entre profissionais da Saúde e grupos prioritários, com a Coronavac. Com a vacina Fiocruz, deve ser dado continuidade ao plano de vacinação e, segundo o governo, a previsão é que sejam adquiridas mais 500 mil doses dessa vacina para imunizar 230 mil pessoas.

O Acre disponibiliza de mais de R$ 254 milhões do orçamento anual para a compra da vacina contra a Covid-19. Em entrevista após a reunião, Cameli garantiu que o Acre vai ser o primeiro estado do Brasil a começar a vacinar a população, devido ao fuso horário.

G1 AC

Publicidade
Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas