Connect with us

Rio Branco, Acre,

 

Cotidiano

Não para de subir: Gás de cozinha registra mais um aumento de 6%

Redação Folha do Acre

Publicado

on

Os consumidores acreanos reclamam do preço salgado da botija de 13 quilos do gás de cozinha (GLP) nas distribuidoras nos bairros e nos postos de combustível da capital acreana. Quem precisou comprar o produto nesse fim de semana, desembolsou a quantia de R$96,00 até R$100,00. Os donos de pensões e vendedores de salgados dizem que não podem repassar o reajuste para o preço final do seu produto, porque poderá perder ainda, mais clientes.

O produto chegou a ser negociado na praça por R$83,00, em alguns postos de combustíveis fechou em torno de R$ 87,00 e nos pequenos distribuidores nos bairros, era comercializado entre R$ 88,00 até 90,00 nos casos de entrega a domicílio. “Estávamos vendendo a botija por 92,00, mas com esse novo reajuste tivemos de subir para R$96,00”, revelou Bete, proprietária do Comercial Souza.

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) emitiu uma nota informando que a botijão de 13 quilos deve custar, em média, R$ 74,42 na capital, mas que no interior pode chegar em torno R$ 98. A Petrobras autorizou um reajuste de 6% no preço do gás de cozinha (GLP) para as distribuidoras, enquanto no primeiro semestre do ano passado a correção chegou a casa dos 5% no botijão de gás.

A Distribuidora Central no centro da cidade, antes do novo aumento comercializada a botija de 13 quilos entre R$88,00 até R$90,00, de acordo com a distância da entrega. Chegou a comercializar uma média de 250 a 300 botijas por mês, com a chegada da pandemia as vendas tiveram uma queda. Até o mês de abril do ano passado, a empresa Fogás Distribuidora de Rio Branco entregava para os atravessadores a botija de 13 quilos por R$75,00, mas o consumidor precisa desembolsar R$83,00 nos postos de combustíveis, enquanto a entrega delivery chegam em torno de R$86,00 até R$88,00. A proprietária do Comercial Souza comercializando a botija por R$87,00.

Reajustes – Em 2018, o produto chegou ao fim do ano sendo comercializado em torno dos R$ 53,00, mas nos primeiros meses de 2019, pulou para R$ 55,00. Após uma temporada congelado, o gás passou a ser comercializado na praça acreana por R$ 65 reais. O novo reajuste de 6,9% a botija de gás fechou na casa dos R$ 70,00, com o novo reajuste em alguns postos de combustível chegou a ser comercializado no segundo semestre por até R$78,00, enquanto nas distribuidoras de gás girava em torno de R$ 80,00.

Publicidade

Facebook

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas